Dr Banz - Girls In Green - 7/10 OIL, a data que celebra as extrações

7/10 – OIL, a data que celebra as extrações

Para celebrar a data americana 7/10, ou mais conhecida como OIL ao contrário, viemos aqui dividir com vocês informações básicas sobre as famosas extrações, ou mesmo diferentes tipos de HASHISH. O que você pensa quando vê um hash lindo? Ou aquele rosin transparente? Saiba algumas características importantes para garantir e reconhecer qualidade.

Quanto mais temos contato com a matéria prima usada na produção de vários tipos de hash, notamos que existem 3 características super importantes para obter uma resina potente e de boa qualidade: Cultivo, Genética e Método.

Por que isso é tão importante? Não se extrai nada de qualidade se o cultivo não foi propriamente feito. Esses diversos fatores influenciam igualmente no resultado que você vai obter!

São nos tricomas que se concentram os canabinóides e os terpenóides. E o HASHISH que fumamos, é o produto obtido através de diferentes métodos de coleta dessas cabeças de tricoma. De preferência, com a menor concentração de contaminantes possível.

Métodos de coleta

Vamos falar um pouco então do que são esses métodos de coleta que fazem o nosso hash. É possível separar em dois as principais formas de extração: com solventes e sem solventes.

As extrações com solventes, como o próprio nome diz, vão usar substâncias que facilitem a separação dos tricomas e que precisam ser purgadas depois. O processo de purgar uma substância, é em referência ao processo de remover as substâncias não desejadas de um corpo. Nesse caso, o solvente usado (butano, álcool de cereais, propano, etc) e é essencial quando pensa-se em fazer esse tipo de extração.

Enquanto as extrações sem solventes vão usar métodos naturais para fazer a separação. Nós sempre damos ênfase às extrações sem solventes. Pois são métodos mais seguros de fazer os procedimentos em casa. O processo não envolve produtos químicos inflamáveis ​​ou máquinas potencialmente explosivas além de menos nocivos a saúde, ou seja, também são uma estratégia de redução de danos.

DRY SIFT

O dry sift é um tipo de hash que pode ser feito a partir de flores ou trim. Estes são peneirados em telas com malhas muito finas que fazem o processo de separação das cabeças dos tricomas e resultam em um material de textura granular. Quando a planta é colocada em cima dessas peneiras e sacudidas, as cabeças dos tricomas se soltam e passam pelas diferentes peneiras de diferentes micragens.

BUBBLE HASH

É um método de separação mecânica dos tricomas, pois é através da agitação que é possível separar as glândulas da matéria vegetal usando apenas bolsas de filtro, água e gelo. Tal processo funciona pois os canabinóides não são solúveis em água. O que significa que as os tricomas não são danificadas pelo contato com água e gelo.

FLOWER ROSIN

É uma das formas mais simples para fazer um procedimento de extração caseira. Apenas com a pressão e temperatura é possível separar o óleo que contém os canabinóides da matéria vegetal. Existem formas mais rudimentares de fazer como o uso de papel vegetal, bolsas de filtragem e chapinha. Mas também existem estratégias mais tecnológicas, como o uso de prensas possibilitam a regulação da pressão e temperatura.

HASH ROSIN

O conceito de rosin é baseado em um princípio simples: aplique calor e pressão muito alta no material vegetal para extrair sua resina. Porém quando você coloca um hash para prensar ao invés de uma flor, o tipo resina coletada pode ser muito diferente. E se bem feito, de altíssima qualidade.

Dr Banz - Girls In Green - 7/10 OIL, a data que celebra as extrações

Texto e imagens de Alice Reis e Maria Eugênia Riscala (Girls In Green)

Website: https://www.girlsingreen.com
Instagram: https://www.instagram.com/girlsingreen710

Banzai !!!

Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz

X
Add to cart