Dr Banz - Plantar é resistir

Plantar é resistir. Ser um grower como forma de ativismo.

Salve banzers que pensam em plantar!

Mais uma vez em uma daquelas rodas em que a troca de idéias elevam a gente, veio uma brisa que decidi compartilhar aqui também.

A brisa é que a arte de plantar é uma das formas de combate e resistência mais poderosa que temos em nossas mãos ultimamente.

Apesar do cultivo da maconha ainda ser proibido no Brasil, talvez essa seja a maneira mais rápida de conseguirmos mudar as leis nas terras tupiniquins. Alguns heróis que conseguiram salvo-conduto, se recusam a fumar a maconha degradada que chega prensada em nossas mãos ou simplesmente cansaram de se arriscar em bocas de fumo resistem e seguem em frente na missão da jardinagem.

Ser grower e conseguir uma flor de qualidade não é uma tarefa trivial. Mas antes de fazer as contas de todos produtos que precisam ser comprados de acordo com as dicas que vemos na net, lembre-se que antes de mais nada nossa querida ganja é uma planta!

E as plantas germinam, brotam, crescem, florescem da forma mais natural possível. A natureza é sábia. Então tenha em mente que antes de se tornar um grower renomado com uma strain própria foda, você precisa antes aprender o básico. E o básico aprendemos naturalmente observando os ciclos da planta. Assim como um ícone do skate ou surf começou aprendendo a se equilibrar, o sucesso é construído com pequenos passos. Então sigam em frente.

Plantar é resistir!

Mas tem aqueles que não saíram da sauna e ainda moram com os pais ou não querem se arriscar com a polícia. Nesses casos, é completamente compreensível a decisão de não plantar ainda. Mas parça, junte as sementes do seu fumo e saia espalhando pelas praças e jardins da sua cidade. Sem cuidados. Apenas faça sua parte e deixe a natureza fazer a dela.

Se a gente conseguir fazer um movimento desse crescer e as plantas de Jah começarem a aparecer em todo lugar será um ótimo passo para a legalização no Brasa.

E já que o assunto é plantar, cultivar sua própria comida é um nobre ato de ativismo e uma ótima oportunidade de começar a aprender e se preparar para quando o jahzko for legalizado.

Primeiro por que os princípios básicos estão ali. Obviamente que cada planta tem sua particularidade, mas o geral é o mesmo. Pense nas folhas, flores, frutas, ervas, legumes que poderá colher sem veneno. Dá um puta prazer.
Informação de como fazer e cultivar, mesmo quando se mora em um apto de 35m² estão disponíveis aos montes por aí.

É ativismo, porque quanto mais nos apoderarmos e reaprendermos a agricultura, mais seremos independentes da indústria alimentícia com seus alimentos ultraprocessados e cheio de agrotóxicos (ou defensivos agrícolas como querem nos fazer chamar).

Consequentemente, dependeremos menos da indústria farmacêutica pois teremos uma saúde mais forte. E assim minamos a indústria de agrotóxicos pois com uma demanda menor irão ficar enfraquecidos.

Pode ser uma brisa, mas tudo isso é uma roda e se fizermos ela girar, conseguiremos mudar as coisas. O que acham?

E como sugestão, quando forem fazer seus vasos ou espalhar sementes por aí, registrem publiquem e usem a #plantareresistir

Assim conseguiremos acompanhar o crescimento do movi e só quem sabe irá se ligar.

Bora?
BANZai !!!

Acessórios Dr. Banz

Alguns links que podem ajudar na missão:

X
Add to cart