Dr Banz - O Kief

O Kief

Salve Banzers da Extração!

Conhecer mais sobre a c4nnabis é uma prazerosa tarefa e adoramos conversar sobre, aprender com quem sabe mais e sempre que possível compartilhar conhecimento. Esse ciclo virtuoso já nos trouxe muitas amizades novas e aprendizados que deixaram nossas sessions cada vez melhores!

Hoje o assunto é o KIEF, uma das formas de extração mais antigas e que envolvem métodos mais simples, sem a utilização de solventes.

Sabe aquelas fotos artísticas com super zoom que mostram pequeninos cristais que cobrem parte das folhas e em maior intensidade nas flores de maconha, dando uma impressão de “veludo”?

Esses cristais são os tricomas, na cabeça deles estão as maiores concentrações de canabinóides que são os responsáveis pelos efeitos que tanto curtimos. Quando trituramos as flores, sempre fica um pozinho (muita gente crê já ser o kief propriamente dito), que depois de peneirado (em telinhas de 20 a 120 microns) chega a um produto final forte, concentrado e maravilhoso!

Dr Banz - O Kief

 

Para quem quer começar a curtir extrações sem precisar de grandes investimentos para rosins, shatters ou crumbles, uma das formas mais simples de começar a ter o seu próprio Kief é investir naqueles dichavadores com divisões de 3 ou 4 partes.

A parte superior desses trituradores é um compartimento onde as flores são trituradas, a segunda parte armazena o resultado dessa operação, na terceira divisão há uma telinha de metal que vai peneirando tudo isso, para que no quarto compartimento você possa acumular aquele pozinho bem macio que concentra grandes quantidades de canabinóides como o CBN, THC, CBD e tantos outros, tudo vai depender da origem das flores utilizadas.

Também conhecido como Dry Sift, o Kief é uma das nossas formas de extração favoritas!

Vamos dichavando nossas maravilhas, consumindo no momento e da maneira mais apropriada e enquanto isso, vai tudo acumulando no compartimento. Sem compromisso e sem pressa, numa session você fica com vontade de um temperinho especial e resolve olhar o dichavador… Aí o coração dispara, a boca saliva, a mão quase chega a tremer!

Um lembrete: por se tratar de um concentrado, a certeza é de uma viagem diferente, mais intensa, mais forte, portanto, prudência na dose!

O Kief pode ser misturado no banza com o recheio de sua escolha. Mas também pode ir por fora, confeitando aquela obra de arte que você apertou com tanta habilidade!

E kief de prensado, rola?

É muito difícil falar da qualidade do pozinho que fica no dichavador de prensado. Importante lembrar que o prensado passa por um processo de produção muito diferente. E que tem a qualidade e pureza comprometida pela presença de sujeira ou insetos, mal armazenada e às vezes mofada. Como imaginar que a m4conha nesse estado ainda pode conter canabinóides que podem proporcionar algum tipo de concentrado?

A realidade política de nosso país não permite que todos tenham acesso a flores de qualidade, que em muitíssimos locais o “pren nosso de cada dia” é a única opção disponível para consumo.

É justamente por isso que conhecer outra realidade, pode impulsionar cada vez mais gente a buscar o conhecimento, melhorar o acesso, reduzir danos durante o consumo e ampliar a consciência sobre a importância de continuar buscando e apoiando a NORMALIZAÇÃO e LEGALIZAÇÃO da c4nnabis no Brasil!

BANZ-ai Kief !!!

Eco Shoulder Bag
Compre sua Eco Shoulder Bag

Fontes: 01 e 02 e 03

X
Add to cart