Dr Banz - B-Real Monster Buds

B-Real Monster Buds, the game!

Salve Banz Gamers !!!

Mais um grande nome da música empreende no mercado canábico e empresta seu nome a um novo produto. Estamos falando do vocalista do grupo Cypress Hill, B-Real!

Em parceria com outras duas empresas, B-Real lança o game B-Real Monster Buds. Totalmente inspirado no lifestyle, na representatividade e principalmente pelo ativismo canábico roots da lenda do hip hop.

Os gamers poderão trabalhar junto com o rapper para se tornarem os “melhores jardineiros” da cidade, e assim, poderão investir seus lucros nas operações de cultivo e prosperar seu império canábico!

Visualmente, o game tem gráficos distintos e bem autênticos. Além disso, ele possui efeitos e trilhas sonoras especialmente selecionadas para os 25 diferentes estágios em diferentes ambientes com um estilo bem comic book.

Entre algumas das diversas atrações do B-Real Monster Buds, o gamer poderá:

  • Plantar, cultivar e melhorar incríveis strains;
  • Colecionar cards, ferramentas e personagens especiais;
  • Ajudar B-Real a descobrir seu alter ego, Dr Greenthumb;
  • Tomar o título de melhor jardineiro da cidade, o Dr Potassio;
  • Conectar com seus amigos no Facebook;
  • Participar de eventos do game;

A plataforma possui grandes planos, de tal forma que no futuro B-Real quer trazer amigos e convidados especiais para aparições exclusivas no game.

Esse lançamento mostra, acima de tudo, a força do empreendedorismo cannábico que começa a descobrir cada vez mais oportunidades em segmentos nunca imaginados, pela força do movimento e da cultura 420 em países onde a legalização já ocorreu.

Enquanto negócios são criados, oportunidades aproveitadas e empregos gerados, ainda vivemos um cenário repleto de preconceito e hipocrisia no processo de legalização que ainda estamos debatendo.

BANZ-ai!

Eco Shoulder Bag
Compre sua Eco Shoulder Bag

Fonte: Leaf Mobile Launches ‘B-Real Monster Buds’ in Partnership With B-Real of Cypress Hill (420intel.com)

Dr Banz - Você consegue ler chapadex?

Você consegue ler chapadex?

Salve Banzers!

A ganja é polivalente, você usa para curtir vários rolês, praticar esportes, trabalhar, se divertir, assistir um filme… mas e para LER, como faz?

Ler enquanto chapado(a) é uma das atividades que mais exige de algumas áreas do cérebro, que durante a brisa podem demorar um pouco mais para se concentrar.

Assim como andar de bicicleta, correr, caminhar ou em qualquer outra atividade que você goste de fazer chapadex, para uma leitura gostosa e enriquecedora o que você precisa é treinar!

A cannabis pode adicionar várias “camadas” à sua leitura, tornando a experiência mais prazerosa ou até mesmo te ajudando a se reencontrar com o hábito perdido da leitura e que muitos de nós temos em fases da vida. Assim como quando ouvimos música brisados, poder F1 e começar uma leitura, pode te dar o “clima” que você precisa!

E uma vez que pega o ritmo, vai embora! Você estará mais relaxado(a) e engajado(a) na história!

Dr Banz - Você consegue ler chapadex?

 

 

 

 

 

 

 

Que tal algumas dicas para você aproveitar melhor a brisa enquanto enriquece e vitamina o cérebro LENDO?

Escolha o livro apropriado para ler chapado!

Se você está começando seu treinamento para ler na brisa, não vai começar com aqueles super conceituais, técnicos, profundos e densos, certo? Comece com um assunto que te agrada, que te lembra de outras leituras prazerosas, ou um gênero simples e compulsivo como romance ou terror! Harry Potter, Stephen King e gibis da Turma da Mônica sempre são boas pedidas por aqui.

Desencane do “jeito certo” de ler!

Leitura normalmente vem acompanhada com alguns rituais como silêncio total, ou ambientes públicos, ou estar na natureza, etc…não há certo ou errado, cada um tem o seu jeito! Habitue-se a ler em qualquer situação ou lugar, nem que seja por apenas 5-10 minutos. Quando sentar para ler chapadex, esforce-se a ler e principalmente aproveitar, não se estresse se sua mente viajar e não se prender às palavras do livro, treine sempre!

Se puder escolher a strain…

Infelizmente para a grande maioria no nosso país, a única opção ainda continua sendo o pren. Mas na oportunidade de poder escolher o que fumar, lembre-se de evitar as indicas (que te derrubam na cama daquele jeitinho maravilhoso que adoramos!), que proporcionam um efeito mais relaxante, tão relaxante que se estiver lendo, acorda com o livro caído no peito.

E a dose para ler chapado?

Para nós essa foi a grande sacada para aprender a ler chapados. Nada de bolar uma vela para ler, quem nunca capotou no meio de uma leitura por estar abençoado demais?

Bolou aquele banzeco (banza do fineco), deu dois pegas e começa a leitura. Sentiu que cabe um pouquinho mais de fumaça sem perder a linha? Mais dois pegas. E assim por diante…às vezes esse escalonamento da dose, aumenta a concentração e o envolvimento na história!

Mas lembre-se, cada um funciona de uma maneira!

Respeite seu organismo, encontre seus limites e treine!

Ler é a única maneira de enriquecer sem o risco de ninguém te roubar.

Conhecimento adquirido é seu e ninguém toma!

Conta para nós sua melhor dica para ler chapado e aproveitar a leitura de montão?

BANZai!

#readmotherfuckers

Eco Shoulder Bag
Compre sua Eco Shoulder Bag

Fonte: How To Read While High (The Fresh Toast)

Dr Banz - Sir Paul McCartney esconde seu cultivo de hemp dos adolescentes locais

Sir Paul McCartney esconde seu cultivo de HEMP dos adolescentes locais

Salve Banzers!

Uma das maiores referências da história da música, Sir Paul McCartney é um cultivador que precisa esconder seu jardim. Isso para que os adolescentes locais não se auto abasteçam cantando “Marijuana Fields Forever”

As regulamentações governamentais da Inglaterra, estipulam que cultivos de cânhamo devem ser feitos juntamente com centeio, trigo e ervilhas. Sir Paul está fazendo tudo isso, mas cuidar de seu cultivo de hemp dá um trabalho um pouquinho maior…

“Para falar a verdade, apenas começamos a plantar cânhamo, mas o engraçado nas medidas do governo é que você precisa plantar longe da vista das pessoas, para que os adolescentes não sejam estimulados a roubar!”

É provável que esses jovens locais não saibam que apesar da mesma família da cannabis, o cânhamo possui baixíssimo efeito psicoativo devido à baixa concentração de THC.

São aproximadamente 20 anos cultivando vegetais organicamente, mesmo sofrendo inúmeras críticas dos agricultores locais que utilizavam fertilizantes e pesticidas.

“No começo, os locais me chamavam de idiota por elevar o custo do cultivo utilizando apenas elementos orgânicos, mas 20 anos depois, entenderam a técnica e os benefícios, fico muito feliz por isso!”.

Antigo entusiasta da planta como facilmente observado no recém-lançado documentário “Get Back” (disponível no Disney+), mas hoje não consome mais a ganja que deve ter inspirado grandes clássicos dos Beatles e do Winger!

Se antes você já curtia ouvir os Beatles brisado, imagina agora que sabe que o querido Paul é um baita de um jardineiro engajado?

Conta para gente! Quais sons dos Beatles você mais curte ouvir na brisa?

BANZai!

Fonte: 01

Eco Shoulder Bag
Compre sua Eco Shoulder Bag
Dr Banz - Narcos Mexico

A série Narcos: México retrata as origens do narcotráfico mexicano

Arriba, Banzers!

Quem ja assistiu na Netflix? Depois do sucesso das 3 temporadas de Narcos sobre os cartéis colombianos de cocaína, a história foi para o México, mostrando a ascensão do Cartel de Guadalajara nos anos 80, quando Miguel Angel Félix Gallardo (Diego Luna) assume o comando e une os traficantes numa estrutura organizada, construindo de fato um verdadeiro império, e consequentemente um violento negócio que transformou o país até os dias de hoje.

Mas por que estamos falando disso?

Porque tudo começou com a m4conha!

Na primeira temporada conhecemos as plantações de Rafael Caro Quintero, que cuidava do plantio e colheita da strain “sensimilla” e que junto com Miguel Angel Félix Gallardo e Ernesto “Don Neto” Carrillo, foram responsáveis pela primeira organização de produção e tráfico em larga escala de m4conha do México para os Estados Unidos.

Rafa Quintero idealizou uma maneira de industrializar o cultivo de m4conha no deserto! Mais de 10 mil empregados trabalhavam na plantação em Chihuahua, no norte do México, num rancho chamado “El Búfalo”.

Uma vez criado esse “sindicato” da m4conha de Guadalajara, a ambição de Félix Gallardo fez com que expandissem seus negócios com a cocaína, fazendo acordos com Pablo Escobar (Cartel de Medellín) e Pacho Herrera (Cartel de Cali) para transportar o pozinho branco da Colômbia para os EUA através do México.

Mas isso começou a chamar a atenção da DEA (Agência Antidrogas dos EUA).

A Procuradoria da Justiça Federal do México, em colaboração com a DEA, lançaram uma operação que levou ao desmantelamento da produção de El Búfalo. Certamente, um dos maiores golpes sofridos pelo Cartel de Guadalajara, que abrigava mais de 13 mil toneladas de maconha, o que teria provocado um prejuízo de US$ 8 milhões ao cartel.

Em resposta, Quintero sequestrou e assassinou Kiki Camarena (agente da DEA), um dos responsáveis pela operação de inteligência que derrubou o rancho. Mas esse foi o grande erro de Quintero, que culminou na sua prisão e de Don Neto.

Félix Gallardo, com “proteção” política, continuou seu império, mas depois foi traído pelos chefes dos outros cartéis mexicanos e pegou 37 anos de prisão, onde está até hoje.

Já que não se trata de um documentário, alguns acontecimentos não são retratados exatamente como ocorreram na vida real. No entanto, vários momentos abordados na série são peças-chave para entender o mundo do narcotráfico e a situação do México hoje.

De 1988 a 2018, cerca de 475 mil pessoas morreram assassinadas no país, a grande maioria relacionadas às atividades do narcotráfico.

Ou seja, uma série interessante, que além de mostrar a operação e violência dos cartéis, mostra também a influência da POLÍTICA e do PODER no tráfico de drogas.

Quer maratonar?

(2015) Narcos – Temporada 01 
(2016) Narcos – Temporada 02 
(2017) Narcos – Temporada 03 
(2018) Narcos: México – Temporada 01 
(2020) Narcos: México – Temporada 02
(2021 – A confirmar) Narcos: México – Temporada 03 

BANZ-ai !!!

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag
Dr Banz - Porque as Redes Sociais ainda banem conteúdo c4nábico

Porque as Redes Sociais ainda banem conteúdo c4nábico?

Salve Banzers!

Antes de mais nada, você sabia que as redes sociais possuem políticas duras e não (totalmente) declaradas quando o assunto é conteúdo c4nábico?

Para as marcas que dependem exclusivamente da publicação de seu material nas redes sociais, isso é um tormento.

E um tormento que muda de regras, (as famosas guidelines) constante e aleatoriamente, o que dificulta demaaaaais o trabalho de quem gera conteúdo c4nábico.

Apesar de parecer improvável, as principais plataformas desaprovam que conteúdo sobre qualquer tipo de droga legalizada ou não, seja amplamente divulgado em seus feeds.

Anunciar produtos ou marca numa rede social é um risco constante, pois você nunca sabe quando toma um shadow ban, que basicamente é quando Facebook, Instagram, Tik Tok ou qualquer uma delas simplesmente esconde seus posts, ou restringe a entrega a poucos seguidores que mais interagem com sua marca.

Uma vez que a marca recebe um shadow ban, ela tem chances reduzidas de alcance e interação de seus posts.

E sabe qual o pior de tudo?

A marca/pessoa sequer é notificada que tomou um desses, a plataforma pode simplesmente deletar seus posts se achar de um dia para o outro que seu conteúdo vai contra as regras da comunidade.

Ter a conta deletada é um dos maiores castigos aleatórios já aplicados.

Temos diversos exemplos de gente que teve a conta deletada e conseguiu voltar online, mas muita gente perdeu anos de trabalho investidos em preparação, estudo, dedicação e muito esforço para ver seu sonho rolar.

Por isso queridos Banzers, valorizem as Marcas, Artistas, Lojas, Influencers, ou quem quer que seja que gere um conteúdo canábico que SOMA!

Prestigie quem te faz aprender, rir, chorar, se indignar ou bater palmas… porque a luta e o corre são diários contra regras que mudam, onde informação é banida, pessoas são deletadas simplesmente porque falam de MACONHA!

Fortaleça para Fortalecer!

Sempre!

BANZ-ai!

Fonte

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag
Dr Banz - O fim do turismo canábico em Amsterdam?

O fim do turismo canábico em Amsterdam?

Salve Banzers que curtem um turismo canábico!

A Holanda prepara um movimento drástico, inesperado e surpreendente quando reabrir suas fronteiras após a pandemia do COVID-19. A atual prefeita de Amsterdam, Femke Haselma, está trabalhando firme para banir o turismo canábico na Holanda.

Em 2019, estima-se que 46 milhões de pessoas visitaram a Holanda. Para 57% dos visitantes internacionais, conhecer um coffee shop era considerada “muito importante”, conforme revelou pesquisa realizada pelo próprio governo.

Mas a proposta da prefeita de Amsterdam é diminuir o fluxo de turistas para melhorar a qualidade de vida dos residentes. Por isso quer implementar a proibição da venda de maconha para turistas e permitir que apenas cidadãos e residentes possam ter acesso a compra e consumo.

Com o crescente aumento do fluxo de turistas a cada ano, as passagens aéreas dentro do continente europeu baratearam bastante e Amsterdam virou destino para o final de semana. Com o setor do turismo em colapso devido à pandemia, a prefeita Haselma está determinada a remodelar o setor assim que a crise passar.

“Amsterdam é uma cidade internacional e queremos receber turistas que venham nos visitar por nossas belezas naturais, instituições culturais e pela beleza da cidade! Somos muito mais que drogas e sexo”, declarou Femke Haselma.

Dr Banz - O fim do turismo canábico em Amsterdam?

O Turismo Canábico

570 coffeeshops espalhados pelo país (166 em Amsterdam) e desde a década de 70 o governo tolerou o crescimento desses estabelecimentos.

Amsterdam certamente sempre estimulou a cultura cannábica e outras atividades, como receber a famosa Cannabis Cup por décadas.

Ainda não se sabe qual será o desenrolar dessa história, mas gostaríamos de continuar tendo a oportunidade de experimentar as delícias holandesas, num país que sempre foi exemplo de maturidade com relação à política de drogas e respeito aos direitos individuais.

Aguardamos cenas do próximo capítulo…

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag

BANZ-ai!

Fontes: 01 e 02

Dr Banz - Hemp for Victory

HEMP para VITÓRIA!

Salve Banzers da Vitória!

Em 1942, o governo americano – que negou por inúmeras vezes a autoria dessa obra de arte – lançou um filme chamado HEMP FOR VICTORY, para incentivar fazendeiros e agricultores a plantar cânhamo para fins industriais.

Nesse vídeo em preto & branco (em nossa opinião tem todo um charme por isso), filmado durante a Segunda Guerra Mundial, demonstrava e ensinava sobre as múltiplas aplicações do cânhamo em tempos de guerra!

Vale lembrar que durante o período da guerra, muitas outras fontes de matéria prima eram importadas e estavam escassas.

O filme mostra a história do cânhamo e produtos derivados, formas de cultivo e como processar a matéria prima para produção de cordas, tecidos e cordame para a Marinha.

Antes de 1989, o filme era praticamente desconhecido. O Governo Americano, a Secretaria de Agricultura e até a Biblioteca Nacional, negaram até o final que qualquer filme “desse tipo” tivesse sido produzido.

Dr Banz - Hemp for Victory

Mas maconheiro é um povo resiliente, aguenta inverdades, hipocrisia e safadeza política há muito tempo!

E num belo dia de maio de 1989, os ativistas Maria Farrow, Carl Packard e o famoso Jack Herer, encontraram duas cópias em VHS para desmascarar a mentira escrota do governo americano!

Em 1990, John Birrenbach, fundador do Institute for Hemp resgatou uma cópia do Arquivo Nacional. Tratava-se de um filme em duas partes (6´46” + 7´16”), totalizando aproximadamente 15 minutos de filme que detalhou o cultivo de cannabis para produção de fibras.

Tratou-se de uma grande vitória para o ativismo, pois foi o primeiro resgate de filme diretamente de uma fonte do governo!

Oficialmente, hoje temos que o filme foi de fato produzido pelo Departamento de Agricultura Americano e contém cenas do filme mudo de 1926, Old Ironsides.

Hoje o filme HEMP for VICTORY é de domínio público e pode ser baixado gratuitamente.

Vitória do ativismo cannábico que nunca baixou e nunca vai baixar a guarda na luta pela legalização!

BANZai !!!

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag
Dr Banz - Marley Natural

Marley Natural, a primeira marca global de cannabis

Get Up, Stand Up Banzers!!!

Os herdeiros da família Marley de fato fizeram uma parceria com um fundo de investimentos, a Privateer Holdings. A fim de criar a primeira e maior marca internacional de cannabis e produtos relacionados do planeta!

A Marley Natural tem como proposta: “Oferecer a tradição jamaicana em strains inspiradas nas favoritas de Bob Marley”. Mas além das flores, também disponibilizam tinturas, loções, óleos e acessórios para o maravilhoso ritual do culto a ganja!

Dr Banz - Marley Natural

Obviamente e infelizmente disponíveis apenas em mercados onde a benção da legalização já chegou… snif!

“Meu pai ficaria muito feliz em ver as pessoas entendendo o poder e cura da erva, ele a via como algo espiritual que pode despertar nosso bem-estar, aprofundar a reflexão, nos conectar à natureza e liberar a criatividade. A Marley Natural é uma forma autêntica de honrar seu legado, adicionando sua voz em debates sobre a maconha e ajudar nos danos sociais causados pela proibição”, declarou Cedella Marley, filha da lenda.

A família Marley já vem comercializando o legado musical de Bob a alguns anos. Desde marcas de café, equipamentos musicais, assim como sedas e camisetas, agora com a chegada da Marley Natural, o clã finalmente se declara como empreendedores cannábicos.

Brendan Kennedy, CEO da Privateer Holdings concluiu: “Bob Marley começou a impulsionar a legalização da maconha há 50 anos, nós queremos ajudá-lo a conseguir!”

Navegamos pelo site da Marley Natural e ficamos apaixonados pela proposta e design dos produtos!

Agora a pergunta: Como vamos acessar essas maravilhas se aqui o terraplanismo domina entre os governantes e autoridades, que fazem questão de manter o proibicionismo e a hipocrisia com relação à legalização da maconha no Brasil?

Get Up, Stand Up for your rights!”

Dr Banz - Marley Natural

BANZai Bob!

Fontes: 01 e 02

Good Vibes Collection
Good VIbes Collection – Compre já a sua e vamos normalizar através da moda!

 

Dr Banz - Por que uma pequena universidade de Artes está se tornando a líder na educação cannábica?

Por que uma pequena universidade de Artes está se tornando líder na educação cannábica?

Salve Banzers!

Uma pequena universidade na área rural de Nebraska/USA, deu um passo adiante para se tornar internacionalmente inovadora na área da Educação Cannábica.

Sob a liderança da Dra Andrea Holmes, doutora em Química Orgânica, lançou um programa educacional de Certificação Cannábica.

O programa chamado de A Indústria Cannábica – Sementes para Ajuda é composto por três cursos de certificação online. Eles cobrem esse novo campo repleto de oportunidades, principalmente nos países onde o governo já abriu os olhos, largou a hipocrisia doente de lado e entendeu a oportunidade que esse segmento pode trazer à sociedade.

Aprendendo sobre o Cultivo, Processos, Testagem, Legislação e Regulamentações, os alunos têm a oportunidade de se capacitarem para o mercado legalizado da indústria cannábica.

Enquanto por aqui, osmarterraplanistas remam contra a maré do progresso espalhando irracionalidade e preconceito, os cursos de educação cannábica da Universidade Doane já tiveram 13.000 inscrições de 166 países diferentes !!!

Os cursos foram criados para elevar a qualificação dos profissionais da indústria, principalmente no Nebraska, onde já houve a regulamentação do cultivo do cânhamo para uso industrial. E no próximo mês de novembro, a legalização do uso medicinal da cannabis será votado.

“Nossos cursos percorrerão desde o conteúdo histórico relacionado à cannabis, além de biologia, educação para agricultura cannábica, aspectos medicinais, testagem e processos no intervalo de 8 semanas, para oferecer educação de ponta sem precedentes nos EUA e no mundo”, disse a Dra Andrea Holmes, coordenadora responsável pelo curso.

Kit Acessórios - Good Vibes Collection
Kit Acessórios – Good Vibes Collection

E o hempreendedorismo e visão do futuro da Universidade Doane não param por aí. Recentemente ela inaugurou a primeira planta comercial (com qualificação ISO) para testagem de cannabis. Apoiando de fato a colheita inaugural dos fazendeiros e cultivadores licenciados pela legalização do cultivo de cânhamo no estado.

Com isso a Universidade Doane conta com o conhecimento e a infra estrutura ideal para a pesquisa, desenvolvimento e testagem da cannabis. Esse raciocínio fora da caixa trouxe novas fontes de geração de receita. Como locação de espaço para startups com atuação no ramo fitoterápico ou na indústria cannábica.

Para coroar todo esse movimento, os alunos são os grandes beneficiados, pois há mais investimento em pesquisa e mais oportunidades de empregos!

Mas isso é muito diferente daqui onde o investimento em pesquisa foi ceifado em nome do obscurantismo e negligência do atual governo em áreas essenciais como a Saúde.

Quer saber maiores informações sobre a Universidade Doane e seus cursos cannábicos, dá um confere: https://www.doane.edu/academics/division/cannabis-studies

BANZai!

Fontes:
01 e 02 e 03

Dr Banz - Bolsas de estudo com impostos da Maconha

Bolsas de estudo com impostos da Maconha

Salve Banzers!

Quem não gostaria de uma bolsa de estudo para continuar seus aprendizados? Na atual realidade que vivemos, um apoio para terminar ou até mesmo estender sua carreira acadêmica seria uma benção, não?

Trabalhar duro para sustentar o próprio ensino é certamente a realidade de grande parte da galera que atualmente frequenta algum tipo de curso superior aqui no Brasil. Agora imagine se o governo entrasse com uma parte de seus custos estudantis e aliviasse essa barra nervosa de tão pesada?

Seria fantástico !!!

E se além de receber a bolsa de estudo, você soubesse que essa grana que dá a oportunidade de muitas pessoas prosseguirem estudando vem do dinheiro recolhido dos impostos sobre a venda de cannabis legalizada?

Seria fodaralho !!!

Pois é, o condado de Pueblo, no estado americano do Colorado, está prontinho para oferecer U$2.3 milhões de dólares em bolsas escolares!

E toda essa grana veio de uma iniciativa política pró legalização de 2015, que dizia que a primeira metade dos impostos arrecadados com a comercialização de cannabis, DEVE SER DESTINADA À EDUCAÇÃO e o restante em projetos de infraestrutura.

Dependendo da série escolar, das notas, se está em algum programa de ajuda comunitária, entre outros pontos, há variação no valor da bolsa. Mas calcula-se que em média 729 alunos receberão o benefício nesse segundo semestre!

E para melhorar, em Abril/20 (no auge da pandemia), a empresa de cannabis tech VERIHEAL, ofereceu U$10 mil dólares em bolsas de estudo. Mas apenas para quem se inscrevesse em cursos relacionados à indústria cannábica!

Imagina?

Continuar estudando porque seus governantes, além de terem contribuído para a legalização da maconha, ainda colocaram cláusulas nesse processo para que muitas pessoas como NÓS, sejam beneficiades anualmente? É pedir muito?

BANZai!

Fontes: 0102

Good VIbes Collection
Good VIbes Collection
X
Add to cart