Dr Banz - Kevin Durant WeedMaps

Astro da NBA Kevin Durant faz parceria com o WeedMaps para falar sobre m4conha

Salve Banzers!

Quanto mais o assunto C4NN4BIS estiver em pauta, quanto mais falarmos e ouvirmos sobre prós & contras, quanto mais conhecermos sobre o papel da m4conha na vida das pessoas na sociedade atual, certamente mais portas se abrem para a normalização de algo que já deveria ser normal há muito tempo!

Mas quando celebridades/personalidades entram na roda, sempre atraem a atenção e torcemos sempre que cheguem para somar!

Dessa vez a estrela do basquete, bicampeão da NBA e bicampeão olímpico, Kevin Durant, se disponibilizou para uma série com conteúdo em podcast e vídeo. E onde a proposta é desestigmatizar, quebrar rótulos e pré-conceitos sobre a m4conha.

Organizado pela gigante do setor de conteúdo WeedMaps e o canal de mídia e notícias theBoardroom, é uma das primeiras iniciativas de um jogador em atividade levantar a bandeira do ativismo c4nnabico. Kevin Durant é um dos primeiros a falar a favor da cannabis vivendo o auge de sua carreira e isso é uma grande mudança na visão e postura de atletas profissionais.

 

Kevin não declarou seu uso pessoal no podcast, mas falou com propriedade sobre o preconceito com os usuários/atletas dentro da liga. Como ex-atletas que saem da sauna quando se aposentam, admitem o uso e falam como a maconha os ajudava.

“Essa parceria vai nos ajudar a normalizar essas conversas, assim como criar mais conteúdo, eventos e muito através do Boardroom Network. Isso é apenas o começo para nós”, disse Kevin Durant que é um dos donos da empresa theBoardroom.

Além de dar asas a seu empreendimento, Kevin também briga para mudar as regras da liga, declarou: “Eu não quero passar uma mensagem errada, mas m4conha é uma feliz substituta para outras drogas mais pesadas. É algo que o médico de qualquer time pode prescrever para qualquer jogador”.

E nós?

Teríamos um(a) atleta consciente e inteligente que pudesse levantar a bandeira da normalização cannábica e falar com propriedade sobre uso pessoal, seja ele social ou medicinal, para ajudar a quebrar os estereótipos do usuário de maconha?

Manda aí, para você, quem seria esse iluminado(a)?

Eco Shoulder Bag
Compre sua Eco Shoulder Bag

BANZai!

Fontes: 0102

Dr Banz - Legalizou na NBA

Legalizou na NBA?

Salve Banzers!

A normalização da maconha avançou de fato em mais um grande território. Mas um que sempre foi contra o consumo da maconha e hoje compreende e quer entender mais sobre o assunto.

A NBA, National Basketball Association, durante toda a temporada da 2020/2021 que iniciou no mês de dezembro, não testará seus jogadores para o uso de maconha!

No anúncio oficial, foi declarado “em comum acordo com a Associação dos Jogadores, em virtude dos tempos de isolamento causados pela pandemia do COVID-19, a liga anuncia que não testará seus jogadores aleatoriamente para o consumo de cannabis, focando seus testes apenas para drogas de melhora de performance”, disse Mark Bass, porta voz da poderosa NBA.

Os testes para o consumo de maconha na NBA eram feitos de maneira aleatória e agentes da entidade vinham coletar amostras dos jogadores para o teste. Sobretudo para reduzir o número de contatos DESNECESSÁRIOS, os testes foram interrompidos.

Vale lembrar que a NBA foi a primeira liga de esportes profissionais a interromper suas atividades no início da pandemia. Mas tomaram todas as precauções para o retorno isolando todos os atletas e times na cidade de Orlando na Florida, criando a chamada NBA Bubble (bolha da NBA). Controlando rigidamente o acesso de pessoas para dentro e fora da bolha. O que comprovou efetividade e sucesso até o final do campeonato da temporada 2019/2020.

E existem especulações que os testes surpresa de cannabis não voltarão mais. E que a NBA dará um importante passo na mudança de mentalidade das grandes organizações esportivas em relação à maconha.

A liga de baseball, a MLB (Major League of Baseball), foi a mais progressista e retirou a cannabis da sua lista de substâncias proibidas.

Já a NFL, liga de futebol americano, alterou sua política de uso de cannabis para “apenas multa” e não mais a suspensão do atleta… (passando vergonha sozinha hein NFL?)

Se empresas que movimentam volumes monstruosos de dinheiro que envolvem contratos publicitários milionários e salários e contratos estratosféricos, passa a mensagem que “não há problema se seus funcionários consomem maconha, porque sua performance no trabalho é cada vez melhor e a rentabilidade consegue aumentar mesmo em tempos de pandemia”, temos um excelente exemplo de troca de mentalidade corporativa e principalmente respeito às decisões individuais de cada pessoa.

BANZai!

Fontes: 0102 e 03

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag
Dr Banz - Cannabis X Esportes

Cannabis X Esportes

Salve Banzers!

Hoje o papo vai para a galera do esporte, da atividade física, do suor, da dor muscular no dia seguinte, do joelho com areia, da coluna que insiste em lembrar que você não tem mais 20 aninhos…

Cannabis x Esportes

Mas não precisa ser assim, muita coisa mudou! De acordo com a Ciência, a maconha pode proporcionar benefícios significativos, tanto na performance como na recuperação dos atletas. Fisicamente, a maconha pode reduzir inflamações, aliviar dores e melhorar sintomas causados por lesões cerebrais traumáticas.

Até mesmo para a galera que não curte a brisa do THC (what?!?), existem alternativas com o CBD que proporcionam efeitos analgésicos e anti-inflamatórios também.

Cannabis contra depressão

Outras revisões de artigos demonstram que a cannabis pode dar um up no psicológico dos atletas, pois estudos mostram que treinar brisado pode aumentar o foco e a motivação na academia.

Um dado muito interessante demonstrado por esses estudos, revela que para atletas profissionais e amadores, a maconha pode reduzir a ansiedade. Assim como combater a depressão e a pressão das competições, informações publicadas no Journal Sports Medicine.

O ex-jogador do Golden State Warriors da NBA, Al Harrington, que recentemente mergulhou no cannabusiness (Viola Brands) deu seu depoimento: “Para mim basicamente funcionava como gerenciamento da dor, mas quando eu tinha a oportunidade de chapar, me ajudava a lidar com várias questões mentais do jogo”.

Eugene Monroe, ex jogador dos Baltimore Ravens, da NFL disse: “Os grandes atrativos que a cannabis traz para mim são, efeito anti inflamatório, alívio da dor muscular, enxaquecas causadas por repetidos impactos na cabeça. Saí de 8 remédios ao dia e hoje o único comprimido que tomo é de vitamina”.

Mas a verdade é que sejam profissionais ou amadores, todos que curtem aquela acelerada no batimento cardíaco podem recuperar seu potencial físico mais rapidamente e ganhar mais foco e motivação com a ajuda da nossa querida ganja!

E você? Tem algo a dizer sobre cannabis x esportes? A cannabis ajuda ou lesa seu treino, te dá mais foco ou você fica viajando? Ganha mais força ou só mais larica mesmo?

BANZai!

Fontes: 01 e 0203 e 0405

Good VIbes Collection
Good VIbes Collection
Dr Banz - CBD legalizado nas Olimpíadas do Japão 2020

Cannalimpíadas! CBD legalizado nas Olimpíadas do Japão 2020!

Salve Banzers! CBD legalizado nas Olimpíadas! Vocês sabiam disso?

E quem aqui não curte assistir as Olimpíadas?

Aquele período onde os maiores super atletas do mundo disputam o título de campeão olímpico e dedicam suas vidas para isso. Acho que acima desse título, só classificando como X-Men ou Mestre Jedi!

Nós assistiremos tudo com muita empolgação e na torcida forte. Porque nos próximos Jogos Olímpicos que rolarão no Japão, em Julho de 2020, vai pintar um campeão diferente! Recentemente em 2018, a WADA (World Anti Dopping Agency, o órgão responsável pelo controle de uso de substâncias ilícitas, o famoso anti dopping), anunciou que o CBD foi retirado de sua lista de substâncias ilícitas!

Desde o surgimento da WADA, em 1999, os cannabinóides THC e CBD eram considerados de uso ilegal em competições esportivas oficiais, essa será a primeira Olimpíada onde atletas poderão se beneficiar dos efeitos do CBD em sua recuperação muscular e outros usos voltados ao esporte.

Dr Banz - CBD legalizado nas Olimpíadas do Japão 2020

CBD legalizado nas Olimpíadas! A primeira olimpíada com CBD LEGA da história, minha gente!

Isso significa muito, pois mostra ao mundo inteiro os benefícios medicinais que o CBD pode proporcionar, na recuperação muscular, no tratamento de dores, no foco e concentração, etc.

E além disso, ajuda a desmistificar rótulos imbecis que a mídia e parte da sociedade acreditam que todo maconheiro é lerdo, vagal, ocioso e todas aquelas baboseiras que você já ouviu…

O único cuidado que os atletas olímpicos precisarão ter durante os jogos, é comprovar que o produto utilizado não contenha mais de 0,3% de THC em sua composição.

O fato é o seguinte, alguns atletas por medo de perder seus patrocínios usarão produtos com CBD, mas não vão divulgar. Mas outros atletas seres humanos maravilhosos, vão levantar a bandeira, vão divulgar e por consequência levarão nossa torcida pelas medalhas!

Legalizou, Medalhou com o povo de Jah!

BANZai !!!

Good VIbes Collection
Good VIbes Collection

Fonte

Dr Banz - Como a maconha alivia dores

Como a maconha alivia dores?

Salve Banzers!

Atividade física é um dos mais fortes pilares para mantermos a saúde, certo?
Mas quem nunca deu aquela abusada no treino, no futebol, na praia ou na quadra e ficou doloridx depois?

Quando o assunto é dor, seja ela causada por esporte ou provenientes de condições mais complicadas, é essencial que as pessoas conheçam tratamentos alternativos.

A cannabis é oficialmente reconhecida como opção para o alívio das dores crônicas associadas à quimioterapia que contam com a utilização de CBD & THC pelo FDA, o órgão regulador de drogas e alimentos dos EUA.
No livro Marijuana as Medicine, existem as seguintes descrições de como a maconha funciona no combate a dor:

“…os nervos periféricos que detectam a sensação de dor apresentam abundância de receptores endocannabinóides e os cannabinóides por sua vez, parecem bloquear a dor no nervo periférico em estudos realizados em animais…”

Sendo mais claro, os nervos responsáveis pela sensação das dores, são repletos de receptores endocannabinóides. E quando cannabinóides como CBD e THC se ligam a esses receptores, bloqueiam a dor.

“…estudos sugerem que cannabinóides e opioides agem na supressão da dor por mecanismos diferentes. Nesse caso, os cannabinóides possuem a habilidade de trabalhar em conjunto com os opioides aumentando seu potencial no alívio da dor e limitando seus efeitos colaterais…”

Ou seja…

Os cannabinóides da maconha não só ajudam a bloquear a dor que impacta o nervo. Mas também oferece um boost na potência de outros remédios e limita os efeitos colaterais de medicamentos de prescrição.

Mas será que isso um dia pode ajudar na sua dor?

Precisamos de mais pesquisa, investigação científica e debate para avançarmos no entendimento dos benefícios que a cannabis pode trazer no combate à dor e outras indicações clínicas.

Um bom começo seria a abertura do diálogo sobre a reforma em nossa política de drogas. Mas aparentemente trevas é uma solução mais condizente do governo atual.

BANZai !!!

Fontes: 01 e 02 e 03

stoned-ad

Dr Banz Bálsamo de CBD

Bálsamo de CBD

  • Dr Banz Bálsamo de CBD

Salve Povo Banzer da Babilônia!

Um bálsamo é um preparado semi sólido para aplicação externa na pele, algo muito próximo de uma pomada.

Agora, de fato, um bálsamo de CBD é algo que pode ajudar a vida de muitas pessoas que sofrem de dor crônica, tensão, inflamação nas articulações e músculos.

Enquanto opções como edibles (produtos comestíveis como chocolates, doces, balas, etc) e tinturas (extratos e óleos) ganham espaço no mercado se tornando cada vez mais populares, os bálsamos de CBD prometem mais resultados sem a ingestão do cannabinóide.

Para consumidores que buscam alívio de dores ou desconfortos musculares da maneira mais rápida possível, um produto de aplicação tópica é uma excelente alternativa. Os bálsamos de CBD aplicados diretamente no local da dor, concentram os efeitos do CBD diretamente na área dolorida. Para atletas, ajuda na recuperação de dores musculares, de maneira rápida, eficaz e segura.

Estudos mostram que a aplicação de bálsamos de CBD na área afetada é certamente um recurso eficaz e poderoso. Como o bálsamo não requer metabolização no organismo, uma dosagem tópica é forte, confiável e começa a agir imediatamente. Ele não apenas alivia a dor, mas combate a inflamação que origina a dor diretamente na fonte.

Na composição do bálsamo de CBD ainda há ingredientes já conhecidos na cultura popular do combate à dores. Mentol, arnica e hortelã compõe a formulação de alguns produtos disponíveis no mercado. Enquanto outros contam com eucalipto e gengibre com o mesmo efeito.

É o poder da natureza proporcionando opções eficazes e seguras, que fazem um contraponto ao consumo exagerado de anti-inflamatórios orais e analgésicos opioides que proporcionam ainda mais riscos à saúde.

Partiu bálsamo?
Banzai!

Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz

Fontes:1, 2, 3 e 4

Dr Banz - Hollyweed Banzers Mike Tyson

Hollyweed Banzers: Mike Tyson

  • Dr Banz - Hollyweed Banzers Mike Tyson

Salve Banzers!

Após um intervalo na seção Hollyweed Banzers (para lançarmos a nossa coleção de camisetas Stoned T-Shirts), voltamos para falar de uma lenda viva do esporte. Ele já atuou em muitos filmes de Hollywood e agora está se tornando um ícone da indústria cannábica!

Ladies & Gentleman!
On the green corner…
Medindo 1,78m…
Pesando 109 kg…
O ex-campeão Mundial da Federação Internacional de Boxe e da Associação Mundial de Boxe…
“IRON” MIKE TYSON!

Após uma infância conturbada, onde flertou com a vida criminal desde cedo, Tyson iniciou-se no pugilismo aos 11 anos de idade quando foi internado num reformatório para jovens delinquentes. Aos 12 anos pesava mais de 80 kg, com musculatura bem avantajada para um garoto, aos 15 já era um peso pesado veloz e nocauteador, aos 18, nem mesmo seu treinador ficava de pé durante os treinamentos. Como resultado, aos 20 anos, tornou-se campeão mundial, o mais jovem peso pesado a conquistar o título!

Mas quando completou 30 anos, já era possível perceber que precocemente também estava perdendo vigor físico e sua carreira devastadora de nocautes e títulos mundiais infelizmente chegava ao fim. Mas ele revidou, seguiu batalhando depois de muitos percalços na vida. E agora ressurgiu se tornando um grande empreendedor do cannabusiness!

Mike Tyson e dois sócios (Robert Hickman e Jay Strommen) planejam construir o Tyson Ranch. Será um resort que contará com escola para o plantio da cannabis, com orientações de profissionais do rancho, laboratório de extrações, além de loja de equipamentos e suprimentos para cultivo. Localizado na cidade de California City, no meio do deserto de Mojave, ele terá espaço de acampamento premium e cabanas para hóspedes, anfiteatro para música ao vivo e uma fábrica de edibles (produtos comestíveis de maconha)!

Esse é o tipo de negócios que a legalização traz e de fato impulsiona a economia local. Quer seja através do turismo, quer seja através do consumo tributado da erva. Com padrões de produção e industrialização, multiplicação de conhecimento e principalmente o respeito ao cidadão! Agora quero ver visitar o Tyson Ranch, não pagar a conta e ter que se acertar com o gerente!

Banzai, Mike Tyson !!!

Fonte: https://theblast.com/mike-tyson-marijuana-cannabis-tyson-ranch/

Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz

Hollyweed Banzers - UFC Diaz Brothers

Hollyweed Banzers: UFC Diaz Brothers

  • Hollyweed Banzers - UFC Diaz Brothers

Hoje o post é pancadaria, Banzers!

Que os irmãos Nate Diaz e Nick Diaz são feras incontroláveis dentro e fora do octógano todos sabemos. Mas certamente um dos lances que mais admiramos nos Diaz Brothers é seu engajamento na causa cannábica. Eles banzam, vaporizam, bongam, tostam e tudo aos olhos de quem quiser ver, sem constrangimento porque é o lifestyle que eles adotaram.

“É o que escolhi para mim, eu gosto de fumar maconha, me ajuda com a ansiedade, me dá foco em treinamentos, me ajuda a liberar a minha essência”, disse Nicholas Robert Diaz (Nick), o mais velho dos irmãos hoje com 35 anos, atualmente ensina jiu-jitsu na academia do irmão Nathan Donald Robert (Nate), 33 anos, que disputava na divisão dos Pesos Leves do UFC.

Exames antidoping

Infelizmente, Nate cumpre suspensão de 5 anos por reprovar em níveis astronômicos num teste surpresa para verificar a presença de drogas.

Após sua luta contra Connor McGregor, Nate foi para a entrevista coletiva com uma vape pen de CBD e foi respondendo as perguntas entre um pega e outro até que foi questionado e mandou: “Isso aqui? (após dar vários pegas ao longo da entrevista), Isso aqui é óleo de CBD! Me ajuda no processo de recuperação, dor, inflamações. Sempre uso depois das lutas!”

E esse foi um excelente empurrãozinho que ajudou bastante naquele momento pré legalização no estado de Nevada.

De fato, o mais triste é ver um dos grandes lutadores de nossa geração não lutar por punição contra o uso de maconha!

Sempre que Nick era reprovado num teste, ele levava a situação de maneira engraçada. Mas com um questionamento que fez muita gente pensar:

“A comissão, o UFC, vocês preferem que eu me entupa de medicamentos opióides para me recuperar, para superar as dores? Isso é ridículo! Eu não posso cuidar do meu corpo como eu quero?!”

E seremos sempre admiradores dos irmãos Diaz, porque além de serem TRUE no lifestyle cannábico, defendem e são ativistas respeitados!

Banzai, Diaz Brothers!

Acessórios Dr. Banz

5 motivos para atletas usarem cannabis

5 motivos para atletas usarem cannabis

Cada vez mais atletas profissionais estão encontrando na cannabis uma forma de melhorar sua performance e aliviar a dor causada pelas lesões. Apesar de haver poucos estudos que comprovam os benefícios da cannabis, muitos atletas já levantam a bandeira e relatam os 5 principais motivos que os levam a encontrar nela uma poderosa aliada:

01) REDUZIR A DOR

O CBD é conhecido por seu potencial anti-inflamatório, especialmente em lesões causadas pelo esporte. Portanto não é surpresa quando vemos atletas optarem pela cannabis como sua primeira opção na redução de dores.

02) ANSIEDADE PRÉ-JOGO

A adrenalina que corre no sangue dos atletas é suficiente para deixar qualquer um ansioso. E a última coisa que um profissional precisa é cometer erros por nervosismo. E justamente por isso, alguns atletas buscam a cannabis para combater a ansiedade. Assim que a cannabis é consumida, a resposta endocannabinóide começa a acalmar mente e corpo, diminuindo a ansiedade que precede uma partida.

03) AUMENTANDO A BRISA DA CORRIDA

Adeptos da corrida sempre relatam uma certa “brisa”, que nada mais é que uma inundação de endorfinas na corrente sanguínea. Essa “brisa” faz com que a corrida fique mais fácil e menos dolorosa. O CBD proporciona o mesmo efeito que as endorfinas. Isso significa que uma dose baixa antes da corrida, pode aumentar e melhorar a performance.

04) AUMENTANDO A RESISTÊNCIA COM A CANNABIS

Muitos corredores de longa distância estão utilizando a cannabis para aumentar sua resistência. Assim como ela tem o poder de aumentar a “brisa” da corrida, tornar a corrida um pouco mais fácil e menos dolorosa; significa que atletas podem correr mais longe e por mais tempo. Especialistas recomendam que o uso para esse fim seja realmente entendido e conhecido pelo consumidor. Isso por que CBD demais pode arruinar sua corrida.

05) AUMENTANDO O FOCO

Do mesmo modo que o CBD tem o poder de melhorar a performance de um corredor, os efeitos do THC podem estimular mais o foco e a determinação. O efeito psicoativo da cannabis aumenta o foco em busca de um objetivo, permite aos atletas arriscarem mais, dando-lhes a confiança para vencer.

A maioria das ligas profissionais não permite o uso por seus atletas por pura hipocrisia, pois preferem ver seus “funcionários” viciados em medicações analgésicas fortíssimas como opióides ao permitir o uso de derivados da cannabis. Até quando ?!?

Banzai!

Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz

Óleo de CBD nos esportes (Big3)

CBD – Óleo de CBD será permitido na liga BIG3

No mês de junho de 2018, a liga de basketball 3-on-3 (BIG3), anunciou que seria a primeira liga de esportes profissionais nos Estados Unidos a permitir o uso do óleo de CBD para o controle de dores musculares e ósseas de seus atletas.

Normalmente atletas da BIG3 são ex-jogadores da NBA. Portanto, são astros do passado como Chauncey Billups, Mike Biby, Nate Robinson, entre outros veteranos.

No início desse ano o CBD foi retirado da lista de substâncias proibidas da WADA (World Anti Dopping Agency, maior autoridade mundial no controle do dopping esportivo). Contudo, o CBD continua banido de todas as outras ligas por seus regulamentos e não pela regulamentação do órgão máximo.

No segundo ano de operações da liga BIG3, a medida é de caráter instantâneo e definitivo já para a competição desse ano. Vale lembrar que o THC continua banido da lista da WADA.

A BIG3 foi fundada pelo executivo Jeff Kwatinetz e o rapper + ativista cannábico, Ice Cube.

Quem aqui curte esportes, sabe quantos dias aquela pancada, ou aquele último pique podem custar para melhorar. Porque não permitir o alívio das dores e um tratamento mais efetivos a atletas profissionais?

Dr Banz nas quadras, campos e pistas! Acima de tudo, óleo de CBD para o tratamento de dores de maneira efetiva!

Banzai !!!

Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz

X
Add to cart