Dr Banz - HEMP para toda obra

É HEMP para toda obra!

Salve Banzers!

É pau para toda obra?

É HEMP para toda obra!

Papo reto não faz curva gente!

Cânhamo não dá brisa, mas quase todo o resto que você possa imaginar, dá para fazer!

De alimentos à medicamentos, de cordas à tijolos, dentre muitos outros, vamos conhecer alguns produtos superimportantes, (outros que você nem imagina!) feitos a partir do cânhamo?

1. Cerveja: cerveja e cânhamo funcionam super bem, porque o lúpulo e a cannabis são botanicamente “primos”!

2. Protetor Solar: aparentemente o cânhamo não bloqueia os raios ultravioleta, mas é uma excelente fonte de óxido de zinco, que por sua vez, bloqueia os raios do sol;

3. Leite: sementes de cânhamo são incrivelmente nutrientes e podem ser utilizadas para fabricação de leite de semente de cânhamo;

4. Calçados: muitas empresas utilizam o tecido de fibra de cânhamo na confecção de calçados, pois se assemelham à lona, mas são ecologicamente mais eficientes;

5. Cordas: talvez um dos primeiros empregos do cânhamo pela humanidade, com registros de aproximadamente 10.000 anos;

6. Sabão: o cânhamo é uma excelente base para produção de sabão, principalmente pela presença das substâncias gordurosas necessárias para fabricação de sabão de alta qualidade;

7. Hempcrete: cânhamo industrial pode ser processado num produto chamado HEMPcrete. Utilizado em construções, é forte, durável e um excelente isolante térmico;

8. Papel: o papel é basicamente feito da “polpa” da madeira, mas também pode ser feito a partir da fibra do cânhamo. Muito mais econômico e ecologicamente consciente, replantar cânhamo industrial que uma floresta de árvores;

9. Fraldas: teoricamente as fibras de cânhamo são mais absorventes e mais biodegradáveis que as fibras de algodão;

10. Combustível: o cânhamo pode ser processado em biodiesel de cânhamo e posteriormente em etanol/ metanol de cânhamo, que podem ser usados como combustível. Muito mais econômicos e ecologicamente correto que os combustíveis derivados do petróleo!

  • Dr Banz - HEMP para toda obra

Dentre muitas outras iniciativas e usos, o cânhamo, que nunca deixou de ser cannabis, pode de fato se consolidar cada vez mais como uma excelente alternativa a outros recursos naturais com maior potencial de poluição ou geração de resíduos disponíveis atualmente.

Portanto, que tal dar uma chance ao cânhamo, conhecendo mais de seu uso e levando esse conhecimento adiante para fortalecermos ainda mais as vantagens para legalização, plantio e utilização do Cânhamo/ HEMP!

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag

BANZ-ai!

Fonte e Fotos

Dr Banz - Jeans de Canhamo

Jeans de Cânhamo!

Salve Banzers!

A indústria têxtil vem redescobrindo como o CÂNHAMO pode ser um investimento que deixa de ser alternativo para figurar de fato como opção sustentável para a moda.

A CanvaLoop é uma empresa indiana com foco em fibras alternativas e ciência dos materiais, produzem fibras têxteis feitos de resíduos agrícolas de banana e…HEMP!

Recentemente a empresa criou um crowdfunding para financiar o projeto de sua marca de jeans, a SLOW Jeans, feitos a partir do cânhamo do Himalaia!

“Faço parte do negócio da família no ramo têxtil, por mais de 40 anos, eu testemunhei o impacto do cânhamo na moda e no meio ambiente com meus próprios olhos”, disse o fundador e CEO da CanvaLoop, Shreyans Kokra.

O legado da SLOW Jeans é na colaboração na redução de resíduos, pois utilizam o cânhamo do Himalaia sem interferência humana (wild mesmo!).

Certamente sabe-se que o cânhamo requer muito menos água que o algodão durante o cultivo.

Mas a empresa alega que na produção de um par de calças jeans de cânhamo, conseguiram economizar 3.500 litros de água na produção de UMA calça jeans!

A promessa do SLOW Jeans é ser até 4x mais durável que uma calça jeans normal. E inicialmente estará disponível nas cores preto, azul céu e índigo.

Já pensou?

Contribuir com o meio ambiente e apoiar a causa cannábica, mostrando os benefícios do cultivo do cânhamo, os ganhos à natureza, o potencial econômico, a abertura de novos postos de trabalho, o aquecimento da economia, a desmistificação de uma planta que mostra tantas oportunidades de crescimento para tanta gente, em tantos lugares do mundo!

BANZai!

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag

Fontes: 0102

Dr Banz - Hemp for Victory

HEMP para VITÓRIA!

Salve Banzers da Vitória!

Em 1942, o governo americano – que negou por inúmeras vezes a autoria dessa obra de arte – lançou um filme chamado HEMP FOR VICTORY, para incentivar fazendeiros e agricultores a plantar cânhamo para fins industriais.

Nesse vídeo em preto & branco (em nossa opinião tem todo um charme por isso), filmado durante a Segunda Guerra Mundial, demonstrava e ensinava sobre as múltiplas aplicações do cânhamo em tempos de guerra!

Vale lembrar que durante o período da guerra, muitas outras fontes de matéria prima eram importadas e estavam escassas.

O filme mostra a história do cânhamo e produtos derivados, formas de cultivo e como processar a matéria prima para produção de cordas, tecidos e cordame para a Marinha.

Antes de 1989, o filme era praticamente desconhecido. O Governo Americano, a Secretaria de Agricultura e até a Biblioteca Nacional, negaram até o final que qualquer filme “desse tipo” tivesse sido produzido.

Dr Banz - Hemp for Victory

Mas maconheiro é um povo resiliente, aguenta inverdades, hipocrisia e safadeza política há muito tempo!

E num belo dia de maio de 1989, os ativistas Maria Farrow, Carl Packard e o famoso Jack Herer, encontraram duas cópias em VHS para desmascarar a mentira escrota do governo americano!

Em 1990, John Birrenbach, fundador do Institute for Hemp resgatou uma cópia do Arquivo Nacional. Tratava-se de um filme em duas partes (6´46” + 7´16”), totalizando aproximadamente 15 minutos de filme que detalhou o cultivo de cannabis para produção de fibras.

Tratou-se de uma grande vitória para o ativismo, pois foi o primeiro resgate de filme diretamente de uma fonte do governo!

Oficialmente, hoje temos que o filme foi de fato produzido pelo Departamento de Agricultura Americano e contém cenas do filme mudo de 1926, Old Ironsides.

Hoje o filme HEMP for VICTORY é de domínio público e pode ser baixado gratuitamente.

Vitória do ativismo cannábico que nunca baixou e nunca vai baixar a guarda na luta pela legalização!

BANZai !!!

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag
Dr Banz - Hemp Fashion

Hemp Fashion

Salve Fashion Banzers!

O cânhamo deixou de ser um item da moda hippie. Muito pelo contrário, está cada vez mais presente no hype da moda onde grandes marcas como Levi’s e Nike começam a se curvar e lançar produtos do antes marginalizado HEMP!

Ao longo da história foi documentado que o cultivo do cânhamo tinha múltiplos fins, desde a produção de papel e velas de navios até alimento e armas, mas o principal uso da fibra do cânhamo era destinado para produção de tecidos.

Atualmente, 63% das fibras têxteis são derivados do petróleo e exigem quantidades absurdas de água para seu cultivo (algodão por exemplo). Além das altíssimas taxas de emissão de carbono.

Comparativamente, o cânhamo exige muito menos água e pesticidas e se desenvolve na metade do tempo que o algodão. Além disso, é muito mais durável e o cânhamo é 100% biodegradável.

Vamos conhecer as novidades das grandes marcas no mercado da moda?

Hemp Fashion

LEVI’S COTTONISED HEMP

A Levi’s recentemente admitiu que seus produtos não são os mais eco amigáveis, já que para a produção de um único par de jeans e uma camiseta são consumidos quase 20.000 litros de água ao longo de toda a cadeia de produção.

Para isso estão investindo num tecido especialmente desenvolvido para a marca e trata-se de um fio de cânhamo macio como o algodão e facilmente convertidos em estilo jeans, “para que você tenha uma peça com look Levi´s com menor impacto no meio ambiente”, segundo press release da marca.

NIKE + SIZE?

A Nike fez uma parceria com a empresa britânica Size X para uma colab que se inspirou em duas metrópoles do mundo: Londres e Tokyo.

O Nike Air Zoom Type HEMP combina o minimalismo japonês com cores fortes. O novo modelo segue o popular modelo ZOOM, com um solado em camadas brancas, bem robusto, com amortecedores vermelhos. A parte superior do tênis conta com um visual minimalista da trama do tecido do cânhamo e costuras azuis e vermelhas para maior destaque.

Interessante ver como a cultura cannábica gradativamente vai conquistando seu espaço, antes marginalizado e estigmatizado pela proibição da maconha, hoje vemos marcas gigantes dobrando os joelhos e procurando investir e entender melhor os benefícios dessa “nova/velha” e abençoada matéria prima.

BANZai!

Good VIbes Collection
Good VIbes Collection – Compre já a sua e vamos normalizar através da moda!

Fontes: 01 e 0203

Dr Banz - Cânhamo e Futuro Sustentável

Cânhamo e Futuro Sustentável

Salve Banzers interessados em um futuro sustentável!

Num mundo que passa por tantas transformações e com o “respiro” que demos ao meio ambiente com a pandemia, certamente é importantíssimo pensar em alternativas sustentáveis, como conhecer características e benefícios que o cânhamo pode proporcionar em substituição ao elemento mais consumido pelo mundo moderno: petróleo.

O cânhamo e a maconha (derivam da mesma planta Cannabis) se diferem pois o cânhamo possui índices baixos de THC (portanto sem “brisa”) e foi uma das primeiras plantas a ser cultivada para ser utilizada como fibra. Cordas, sapatos, tecidos e sabão são apenas alguns dos muitos produtos fabricados com cânhamo e classificados mundialmente como eco friendly. Essas fibras são candidatas a substituir duas coisas: fibras derivadas do petróleo (nylon, poliéster, acílico) e algodão!

Mas para o cultivo do algodão são necessários uso de agrotóxicos e consumo de grandes volumes de água para a irrigação trazendo um impacto ambiental considerável.

Agora que tal conhecer algumas das principais vantagens do cânhamo?

  • Muito resistente a doenças e insetos
  • Não requer pesticidas
  • Recupera o solo
  • Processado mecanicamente
  • Biodegradável

Essa também é de fato, uma das importantes pautas envolvidas na legalização da Cannabis no Brasil. A indústria do cânhamo está se movimentando em direção a um futuro sustentável, mas estamos mais uma vez ficando para trás. Países com França, China e EUA ultrapassaram a cegueira da ignorância e do preconceito, enxergaram uma oportunidade da renovação da economia e estão produzindo! Gerando empregos, criando um segmento, capacitando e profissionalizando em diversas frentes de trabalho e oferecendo concorrência a produtos conhecidamente agressivos à natureza.

Não é possível que nem para ganhar dinheiro e movimentar a economia, nosso governo vai ser incompetente o suficiente para não enxergar uma oportunidade no cultivo do cânhamo para fins industriais. Ou é?

BANZai!

Fonte

Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz
Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz
Dr Banz - 8 povos antigos chegados na erva

8 povos antigos chegados na erva

Salve Banzers!

Que tal uma viagem no tempo, viagem de conhecimento, viagem de banza para normalizar a pauta cannábica e conhecer um pouco da relação da erva com 8 povos antigos ao longo da história?

Por milhares e milhares de anos, culturas antigas usavam a cannabis como remédios, material de construção, tecidos e até para espantar a tristeza. Vamos conhecer esses povos que apesar de serem do passado, estavam realmente adiante de seu tempo aproveitando os benefícios da cannabis.

1- Povos Antigos: BABILÔNIA

Dr Banz - 8 povos antigos chegados na erva

A palavra para maconha na antiga Babilônia era azullu, importavam a erva das regiões vizinhas (que seria o Afeganistão hoje) e a usavam para tratar a depressão e como ingrediente em remédios;

2- Povos Antigos: EGITO

Dr Banz - 8 povos antigos chegados na erva

A primeira menção à cannabis registrada no Egito, data de 2350 A.C. e usavam um hieróglifo chamado shemshemet para se referir à maconha. Era usado como medicamento e era vendido em farmácias da época. Registros falam que era usada para curar mulheres com mau humor;

3- Povos Antigos: ÍNDIA

Dr Banz - 8 povos antigos chegados na erva

Os povos antigos da Índia importavam maconha dos mesmos comerciantes dos banzers da Babilônia. Em textos antigos há registros que documentam o uso medicinal para o tratamento de ansiedade e outras desordens. A palavra indiana para maconha na época é a famosa ganjha;

4- Povos Antigos: GRÉCIA

Dr Banz - 8 povos antigos chegados na erva

Culturas da antiga da Grécia registram os primeiros banhos de vapor, mas não era vapor de água e sim de fumaça de maconha, ou seja, os criadores da sauna;

5- Povos Antigos: ROMA

Dr Banz - 8 povos antigos chegados na erva

Os romanos antigos certamente eram chegados na erva e há toneladas de comprovações históricas. A cannabis era usada para o tratamento de queimaduras, tumores e inflamações, mas também era usada na culinária de sobremesas para promover momentos de risos e descontração em festas;

6- Povos Antigos: CHINA

Dr Banz - 8 povos antigos chegados na erva

Um dos primeiros povos a exportar cânhamo, que era cultivado para produção de papel, cestos e vários produtos relacionados. Além do tradicional cultivo para uso medicinal, a cannabis foi um dos produtos mais comercializados na antiga Rota da Seda. Que fazia o comércio entre Oriente e Ocidente;

7- REPÚBLICA TCHECA

Dr Banz - 8 povos antigos chegados na erva

O artefato de cannabis mais antigo encontrado no mundo foi uma corda na República Tcheca, que datava de 26900 A.C. Não se sabe se os povos da região cultivavam outras formas de cannabis, mas definitivamente conheciam sua utilidade têxtil;

8- FRANÇA

Dr Banz - 8 povos antigos chegados na erva

Não é tão antigo assim, mas há comprovações que os exércitos do imperador Napoleão Bonaparte, trouxeram toneladas de cannabis do Egito para a França. Já que nos países muçulmanos não encontravam nenhum tipo de álcool. E a tropa precisava de uma brisa… conheceram haxixe e maconha… U lá lá!

E se formos adiante veremos que a cannabis tem relações históricas com muitos povos espalhados pelo mundo.

Muito menos nociva que outras drogas legalizadas no Brasil (álcool e tabaco, por exemplo), a maconha precisa se despir de todos os preconceitos que a rodeiam. Através de conhecimento para normalizar a questão cannábica no Brasil.

Frequência e sequência de informações, não vamos desistir, nossa vitória não será por acidente!

BANZai!

Fonte: 1

Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz

Dr Banz - China, 5.000 anos produzindo tecido HEMP

China, 5.000 anos produzindo tecido HEMP

Salve BANZers interessados no hemp da China!!!

A China possui mercados monstruosos para tudo e certamente não seria diferente no segmento cannábico. Que “desde sempre” cultiva o cânhamo com foco medicinal. Dentre diversos produtos, muitos chineses consomem de fato o óleo de semente de HEMP diariamente.

Atualmente grande parte da produção de Hemp/Cânhamo na China tem foco no mercado têxtil. Uma história que tem pelo menos 5.000 anos de registro! Consequentemente, o país conta com uma infraestrutura completa para a produção de vestuário e tecidos de cânhamo. O que permite a indústria chinesa competir com alto nível de qualidade e preço.

COM A MAIOR POPULAÇÃO DO MUNDO E A SEGUNDA MAIOR ECONOMIA, A CHINA REPRESENTA UM MERCADO CANNÁBICO ESTIMADO EM U$41.5 BILHÕES DE DÓLARES JÁ PARA 2020!

Mas nem tudo é luz verde no mercado cannábico chinês. Como o cânhamo possui traços de THC, o cultivo é restrito e controlado pelo governo. Até o comércio de óleo de semente de HEMP é proibido entre províncias (estados). A província mais desenvolvida no cultivo do cânhamo é a de Yunnan, que também é a única região da China autorizada a produzir o CBD e abriga 4 grandes empresas, que vendem sua produção ao mercado cosmético europeu.

Mas o que desperta a fome no grande dragão chinês é o movimento de grandes empresas locais aportando investimentos fora do país. Caso da Guilin Lain Corp, uma renomada empresa chinesa que anunciou o investimento de U$60 milhões de dólares numa estrutura de extração de CBD nos Estados Unidos em 2020. Já contam com o apoio e assistência de cultivadores americanos e instituições acadêmicas de pesquisa.

Enquanto o mercado chinês de produção de HEMP está projetando ganhos de U$41 bilhões de dólares para o próximo ano, por aqui temos “terraplanismo” e ignorância a dar com pau.

Estudar,
Entender,
Explicar e
Normalizar.

BANZai!

Fontes:1 e 2

Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz

Dr Banz - Hemp Plastic

Hemp Plastic

Plástico, plástico, plástico, plástico.

Presente em todos os detalhes de nossas vidas, somos extremamente dependentes de… plástico. E não é novidade para ninguém que o plástico está destruindo nosso planeta.

Das 300 milhões de toneladas de plástico que produzimos anualmente, 50% é plástico de uso único. E de todo plástico produzido no mundo, apenas 9% é reciclado!

Agora o que realmente preocupa é que muitas pessoas no mundo (só nos EUA, 93% da população acima dos 6 anos de idade), testam positivo para um elemento químico chamado Bisfenol A. Infelizmente, o Bisfenol A está diretamente relacionado à diabetes, doenças renais e cardíacas, infertilidade e câncer.

Já sabe onde você mais se encontra Bisfenol A, né? Exatamente parceirx, no plástico !!!

Mas você sabia que há um tipo de plástico que é proveniente do Cânhamo (ou Hemp), que além de ser extremamente sustentável, também é biodegradável? Vamos conhecer algumas vantagens do HEMP PLASTIC?

1- HEMP PLASTIC é biodegradável

Um dos principais motivos do porquê o plástico comum (da sacolinha de mercado, da garrafinha de água, dos potinhos, etc) é tão perigoso, é o tempo que ele leva para se decompor, de 450 a 1000 anos.

Mas o plástico feito de cânhamo, leva 18 meses para se decompor, além de não conter Bisfenol A. Sem comparação.

2- O HEMP PLASTIC não é tóxico

De uma maneira bem simplista, o grande mal que o Bisfenol A possui para nossa saúde, é sua interação no nosso sistema hormonal. No corpo humano ele “age como se fosse o hormônio estrógeno”. E muito estrógeno no corpo está relacionado ao desenvolvimento de células cancerígenas.

Além de não possuir Bisfenol A, a produção de Hemp Plastic também não libera elementos químicos tóxicos no meio ambiente.

3- HEMP PLASTIC pode ajudar a vida selvagem

O plástico certamente está destruindo os oceanos. Estima-se que no ano de 2050, haverá mais plástico que peixes no oceano.

O Hemp Plastic não é tóxico, biodegradável e não libera elementos tóxicos “do mal” nos oceanos.

4- Enfim, ele polui menos

Por ser feito de combustíveis fósseis como o petróleo, o plástico comum libera elementos tóxicos, como o dióxido de carbono, que contribui diretamente para o efeito estufa.

A produção de Hemp Plastic faz exatamente o contrário. A plantação de cânhamo é mais saudável ao meio ambiente, pois não exige pesticidas ou fungicidas. Além disso, o cânhamo suga 4x mais dióxido de carbono da atmosfera que árvores comuns e transforma em oxigênio.

Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz

Não é apenas uma questão social ou medicinal, também há de fato, um lado que fala diretamente com os benefícios ao meio ambiente. O cânhamo que produz combustíveis, tecidos, fibras, alimentos e medicamentos, também pode nos ajudar a salvar o Planeta!

Tamo junto? Banzai!

Fonte

Canna Burgers Drinks

Canna Burgers Drinks

Canna Burgers Drinks é o primeiro restaurante da América do Sul a utilizar CBD em suas receitas.

As portas foram abertas em abril deste ano e certamente já não é mais possível contar quantos clientes passaram pelo estabelecimento. O restaurante fica em Montevideo, pertinho dos conhecidos letreiros, abre de Segunda à Sábado no horário mais paloso possível: 16h20.

O espaço oferece lanches para todos os gostos, inclusive para o veganos. Neste caso, o próprio hambúrguer é feito de cânhamo, enquanto o de origem animal é empanado com as sementes. As opções líquidas ficam, por enquanto, a cargo dos sucos de frutas que logo logo dividirão espaço com as cervejas regadas a CBD.

Além de proporcionar essa experiência gastronômica, o estabelecimento também se preocupa em informar aos clientes sobre o que está sendo consumido, por isso, as paredes do local são repletas de informações sobre o Canabidiol. De onde veio, como é extraído e o poder que a semente têm em nosso organismo.
Banner Stoned Collection Dr. Banz
Os clientes são bem diversificados, assim como os benefícios que o cânhamo traz para a nossa saúde. Muito estudos ainda estão por vir, mas já sabemos de sua importância em tratamentos de epilepsia, distúrbios psiquiátricos, inflamações e também como prevenção, fortalecendo nosso sistema imunológico, pele, cabelo e unhas.

Hambúrguer é sempre uma boa pedida pós-banza, mas quem aí já provou algum alimento diferenciado do famoso brigadeiro mágico?

Vai lá! Banzai!

Canna Burgers Drinks
Placido Ellauri 3369
Pocitos, Montevideo, Uruguay
+598 2623 3403
Instagram
Facebook

Sementes Feminizadas, Automáticas e Regulares

Sementes Feminizadas, Automáticas e Regulares

Saiba a diferença entre as variações de sementes da Cannabis.

As três variações de sementes de Cannabis sempre causam dúvidas na hora da escolha para o próprio cultivo. Mas falar sobre plantio é ligeiramente complicado por conta das inúmeras variáveis que devem ser estudadas a fundo. Mas hoje vamos explicar a que se refere às AUTOMÁTICAS, FEMINIZADAS E REGULARES.

As sementes

As sementes automáticas são conhecidas pelo curto ciclo de crescimento. Elas ficam prontas para a colheita em apenas 10 semanas de cultivo. Por conta desta rapidez, as plantas tendem a não crescer tanto quanto nas demais variações. As automáticas também são chamadas de “feminizadas autoflorescentes” pelo fato de não serem complexas nas alterações em fotoperíodo como as outras. Isso porque não há importância de controle da intensidade da luz sobre a planta. Ela floresce naturalmente quando chega a fase do desenvolvimento.

Já as sementes feminizadas são geneticamente selecionadas para que o plantio produza somente plantas fêmeas. Por isso, liberam o jardineiro de perder tempo germinando mais que o necessário. Neste caso, o tempo de plantio depende da sua meta como, por exemplo, altura e densidade, mas já é meio caminho andado ter a certeza de que a semente em germinação é fêmea.

A terceira e última variação são as sementes regulares. Essas não nos dão a certeza de que sairão plantas fêmeas. Nesse cultivo, além de se surpreender com plantas macho, caso você esteja cultivando alguma planta fêmea por perto, a planta macho pode polenizá-la. Isso faz com que a energia que deveria ser direcionada ao crescimento de flores é redirecionada para a produção de sementes. No mais, caso sejam cultivadas outras strains por perto, o macho pode tornar a fêmea em uma planta híbrida.

Depois de entender como funcionam as sementes, basta ter em mente o espaço que será usado para cultivo e fazer as contas de metragem… Até que altura sua planta poderá crescer?

Banzai!

Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz

X
Add to cart