Dr Banz - CBD Skin Care

CBD Skin Care

Salve Skin Banzers!

A PELE é de fato o maior órgão do corpo humano e também um dos mais maltratados ao longo dos anos. Falta de hidratação, exposição inadequada/exagerada ao Sol e manchas causadas pela “morte” de algumas células são alguns dos problemas mais comuns.

Se fosse apenas um problema estético, certamente as medidas corretivas seriam menos complexas. Mas a questão é que nunca houve tamanho crescimento na incidência de diversos tipos de câncer de pele na população mundial.

Por causa do boom gerado pela atenção e cuidados com a pele, surgem inúmeros produtos cannábicos de skin care. Para redução/amenização de sinais de idade ou simplesmente para você melhorar sua auto-estima.

ENTÃO QUER DIZER QUE MACONHA COMBATE CÂNCER DE PELE? NÃO.

Quer dizer que o CBD (canabidiol, sem efeitos psicoativos) como ativo em formulações de produtos skin-care (ingeridos ou aplicação sobre a pele), promove benefícios naturais contra acne, rugas, linhas finas e imperfeições da pele, que antes não eram explorados pela falta de comprovação científica pelos anos de negacionismo, preconceito e de certa forma, pela proteção à poderosa indústria farmacêutica de dermocosméticos.

Num passado nada distante, produtos com CBD que eram encontrados em sites específicos, atualmente ultrapassaram a hipocrisia e o preconceito e estão à disposição de grandes supermercados em países que já vivem os dias da legalização há mais tempo.

Saiba que o CBD interage com nosso sistema endocannabinóide e se liga ou interage com uma série de receptores com as mais variadas funções que impactam nos cuidados da pele. Pesquisa revela que os efeitos mais notáveis do CBD são: ação antioxidante nos radicais livres (que aceleram o envelhecimento da pele), por ter características anti-inflamatórias de maneira geral e por ter propriedades antimicrobianas e antioxidantes que ajudam muito em casos comuns de irritação da pele.

Dr Banz - CBD Skin Care

Skin Care – Rugas e Linhas Finas

Sinais de envelhecimento como, linhas finas, rugas e manchas escuras, normalmente são causados pelos radicais livres acumulados em nosso organismo, que podem vir da exposição ao Sol, outros fatores ambientais e do hábito de fumar.

Atualmente, cada vez mais estudos mostram que o CBD pode reduzir esses radicais livres e o stress oxidativo causado pelo próprio envelhecimento.

  • O efeito anti-inflamatório do CBD, diminui o inchaço que normalmente produz rugas e linhas finas;
  • O CBD naturalmente promove uma melhora na circulação sanguínea, isso melhora a saúde das células, reduzindo a alterações na coloração da pele, como manchas mais escuras;
  • Nossas glândulas da pele mantém a pele hidratada, com o envelhecimento natural, essas glândulas “secam” naturalmente causando mais sinais da idade a pele. O sistema endocannabinóide auxilia na produção de óleo e a interação com o CBD promove essa produção para melhorar a hidratação.

Acne e Imperfeições da pele

Em qualquer idade, a acne pode causar um estrago na pele, especialmente das meninas. Infelizmente, condições como psoríase, rosácea, eczema, vermelhidão e erupções na pele possuem poucas opções de tratamento e muitas delas giram em torno de alimentação, condições climáticas, hereditariedade, condições hormonais e outros fatores. É muito trabalhoso cuidar dessas condições diariamente, exige muito.

Mas estudiosos alegam que os efeitos reparadores naturais do CBD podem ajudar muito!

  • Um estudo em 2017 comprovou que o CBD pode inibir a proliferação de queratinócitos, causa primária da psoríase;
  • Por ter efeito antimicrobiano, o CBD proporciona um efeito calmante na pele “anti-coceira” para casos de eczema e psoríase;
  • Outro estudo (2014), demonstrou que o CBD evita que a pele produza sebo (hidratação natural da pele) em excesso, evitando entupimento dos poros causando acne.

Talvez essas informações ajudem na próxima compra do seu “kit skin care”, mas que tal compartilhar esse conteúdo com quem você sabe que passa por dificuldades para cuidar da pele? Levar informação a quem precisa, pode ajudar não apenas na saúde da pele, mas também na saúde psicológica de quem quer se sentir bem.

Eco Shoulder Bag
Compre sua Eco Shoulder Bag

Bora nessa? BANZ-ai!

Fonte

Dr Banz - Maior Dr Banz - Ondara. Maior estufa de rosas da Europa muda produção para Cannabis de rosas da Europa muda produção para Cannabis

Maior estufa de rosas da Europa muda produção para Cann4bis

Salve Banzers!

Recentemente, a cidade de Garray, na província de Soria, na Espanha, viu a maior estufa de cultivo de rosas da Europa, que era instalada no município, encerrar suas atividades.

Infelizmente, a antiga empresa proprietária, Aleia Roses, faliu e com isso mais de 270 pessoas perderam seus empregos. Para uma cidadezinha de 730 habitantes, um duro golpe que seria certamente o fim do povoado.

Seria, se não fosse a c4nn4bis.

Mas a empresa Ondara adquiriu as operações e instalações da Aleia Roses e desde de Fevereiro/21 vinha trabalhando com as rosas e outros cultivos compatíveis.
Mas em Agosto/21, recebeu da AEMPS (Agencia Española de Medicamentos y Productos Sanitarios) licença para o cultivo de 3 hectares (1 hectare = 10.000m2) de c4nn4bis para fins medicinais ou científicos!

Dr Banz - Maior estufa de rosas da Europa muda produção para Cannabis

 

Sara Lamata, porta voz da Full Moon, que é o fundo americano que investe na Ondara, disse que “o negócio tem potencial para atender clientes farmacistas na Inglaterra e Alemanha e se formos bem, o plano é expandir, temos mais 11 hectares para crescer. Utilizar todo nosso potencial, significaria dobrar a produção atual de toda Europa”.

Importante ressaltar que outras 9 licenças para cultivo medicinal e científico foram emitidas para outras empresas e quem comemora é o senhor Maria Jose Jimenez las Heras, prefeito do município de Garray, “Estamos recebendo muitas pessoas de outros municípios pelas vagas de emprego aqui em Garray, para as pessoas não importa o produto e sim o trabalho. O compromisso de todos é sermos referência no mercado de c4nnabis como fomos no mercado de rosas”.

Vocês já pararam para pensar quantas cidades ganhariam novas perspectivas, ou quantos empregos seriam criados, ou quantas famílias poderiam continuar tirando seu sustento de um trabalho digno se a visão em relação à maconha fosse diferente em nosso país?

Arriba Garray!!!

Fonte

Eco Shoulder Bag
Compre sua Eco Shoulder Bag
Dr Banz - O RSO

O RSO

Salve Oil Banzers!

Talvez você ainda não tenha ouvido falar sobre o RSO, mas trata-se de um método de extração de cannabis que produz um óleo viscoso. Às vezes bem escuro, com alta concentração de THC e outros canabinóides. E que segundo seu criador, o canadense Rick Simpson, tem propriedades medicinais que o livraram de um câncer.

Dentre as diversas formas de extração de cannabis, uma das mais simbólicas é o RSO, batizada em nome de seu criador, o Rick Simpson Oil. Não tem comprovação científica alguma, mas em compensação já ajudou muitas pessoas.

Aos 38 anos, Rick trabalhava na manutenção da tubulação interna de um hospital, quando foi atingido por um cano na nuca e sofreu uma série de concussões, dentre elas um ruído incessante na cabeça, algo em torno de 93 decibéis (quase o barulho de um motor de motocicleta), ligado 24 horas por dia.

Depois de uma peregrinação a diferentes tipos de especialistas e uma série de medicações para tentar controlar o ruído infernal na cabeça, Rick tentou encontrar uma solução fumando maconha. Após alguns baseados percebeu que havia melhora em seus sintomas. Superior a qualquer medicação que havia tentado, mas o efeito não era durador e algumas vezes sentia mais efeitos positivos que em outras.

Rick Simpson Oil

Teve então a ideia de fazer uma extração que pudesse lhe entregar um concentrado de maior potência e duração. Utilizando uma técnica com solventes químicos (álcool isopropílico), alcançou um óleo como produto final. Através da tentativa e erro, foi aprendendo a dosar, conhecendo as reações de seu próprio organismo, até atingir efeitos satisfatórios.

Em 2002, Rick foi diagnosticado com câncer de pele, buscou ajuda médica e passou por uma cirurgia e não teve resultados muito satisfatórios. Com sua experiência positiva acumulada na primeira experiência com a cannabis, Rick não teve dúvidas, aplicou o óleo diretamente nas feridas da pele que não haviam passado pela cirurgia e o resultado em pouco tempo foi surpreendente.

Dr Banz - O RSODesde então, Rick luta para que mais pessoas tenham acesso a informação e possam produzir seu próprio remédio.

Nessa jornada, ele foi questionado por médicos e ridicularizado por entrevistadores por sua descoberta não ter comprovação científica. E mesmo assim, suas ideias que o levaram a criar seu óleo, já ajudaram milhares de pessoas ao redor do mundo.

Foi preso por tráfico quando doou um frasco com 5g de óleo a uma pessoa que o procurou por severas dores nas costas e já não conseguia trabalhar. Teve sua casa invadida pela polícia uma semana depois que a revista High Times o nomeou Freedom Fighter of the Year, (por seu vídeo documentário Run from the Cure). Com receio de ser preso por acusações mais sérias, resolveu deixar o Canadá e hoje mora na Europa.

O legado de Rick Simpson deve ser respeitado, pela coragem e pela luta pelo direito de escolher o tratamento mais adequado para sua condição.

É importantíssimo lembrar que nenhuma decisão sobre tratamentos médicos deve ser tomada sozinho, é fundamental que você converse com seu médico caso considere qualquer tratamento para sua condição de saúde.

Caso esse tratamento envolva cannabis ou suas variações, é fundamental que a opinião científica seja consultada, juntamente com as informações legais, já que infelizmente ainda vivemos num país que fecha os olhos à ciência e anda de mãos dadas com o preconceito e ignorância.

BANZ-ai RSO!

Fontes: 01 e 0203

Eco Shoulder Bag
Compre sua Eco Shoulder Bag

 

Dr Banz - Aids HIV Cannabis

Estudo científico: Pacientes HIV que consomem m4conha diariamente apresentam menos neuro inflamação

Salve Banzers!

Sempre importante conhecer avanços do uso medicinal da cann4bis. E certamente como ela vem ajudando muitas pessoas em seguir adiante com o tratamento de suas doenças com maior qualidade de vida e dignidade.

De acordo com a publicação de um estudo científico da Universidade da California, no “Diário da Sociedade Internacional de Neuropsicologia (Journal of the International Neuropsychological Society)“, pacientes HIV que consomem maconha diariamente apresentam menores índices de inflamação crônica que pacientes HIV não consumidores da erva.

O número de pacientes HIV que usam maconha com inflamação crônica foi comparável ao número de pacientes HIV negativo sem histórico de uso de cannabis.

O estudo teve a participação de 263 pessoas. Dentre elas HIV positivo (consumidores e não consumidores de maconha) e HIV negativo (consumidores e não consumidores de maconha).

Um outro estudo da mesma universidade, publicado em 2020 em outra respeitada publicação (Neurology, Neuroimmunology anda Neuroinflammation Journal), comprovou que pacientes positivos com uso recente de cann4bis, apresentaram menores índices de marcadores inflamatórios em fluídos do cérebro, da coluna (líquido cefalorraquidiano) e no sangue.

Gradativamente vemos mais pesquisas e bons resultados de fato em diversos diagnósticos, avanços que proporcionam alívio de alguns sintomas e amenização de efeitos adversos que permitem pacientes permanecerem em seus tratamentos por mais tempo e com maior conforto e dignidade.

BANZ-ai!

Eco Shoulder Bag
Compre sua Eco Shoulder Bag

Fontes: 010203

Dr Banz - Allied Corp Produção de 980g por planta

Produção de 980g por planta?

Salve Banzers dos Jardins de Jah!

E quem nunca sonhou com o autossustento can4bico?

Mais ainda, quem nunca sonhou em poder cultivar sua própria ganja dentro da lei, sem medo de retaliações e certamente aprendendo constantemente para melhores produções?

Em países onde a legalização do cultivo para fins medicinais já aconteceu, permite que novas tecnologias se desenvolvam de fato para melhoria e aumento de produtividade constantes.

Uma empresa canadense, a Allied Corp, anunciou uma colheita que em média produziu 980g por planta!

Isso é mais do que o dobro registrado pela companhia em sua primeira colheita, 424g de cada planta.

A Allied Corp tem seus campos de cultivo na Colômbia (onde a legalização com escala industrial também já aconteceu) onde mantém uma rotina de colheita semanal.

Atualmente são 9.000 (isso mesmo, nove mil) plantas em ciclo de floração!

A empresa possui autorização do Ministério da Agricultura da Colômbia para cultivar até 20 strains diferentes. Atualmente está conduzindo estudos clínicos Fase I, de um composto próprio com Psilocibina + CBD, batizados de ALID-10 e ALID-11.

Com ciclos “perfeitos” de 12h de luz solar, a Colômbia oferece um dos terrenos mais favoráveis do mundo para cultivo outdoor de m4conha, garantindo de maneira consistente alto volume, qualidade excelente e produtividade eficiente.

Mas além da incrível produção de 980g por planta, a Allied disse que também conseguiu aumentar de maneira estável, o percentual de can4binóides das plantas.

As strains com efeito psicoativo, repetidamente excederam 29% de THC, enquanto as com foco no CBD registraram 25% de concentração!

O bonde do empreendimento c4nnábico chegou a alguns países que além de proporcionar acesso à saúde da população, efetivamente abriram suas portas para novos negócios, empregos, aquecimento ds economia, tributação ao governo e muitos outros atrativos financeiros que fariam qualquer governo RACIONAL a ao menos discutir as propostas de uma nova política de drogas.

Infelizmente ainda não é o caso do BR4SIL.

BANZ-ai!

Fonte

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag
Dr Banz - Mel de Cann4bis e seus canabinóides

Mel de Cann4bis

Salve Banzers do Mel!

Constante aprendizado e inovação são características marcantes do mercado da ganja! Produtos derivados de m4conha com as mais diferentes propostas, de diversas origens, nas mais variadas formulações, chegam ao mercado onde a legalização já rolou!

Já ouviu falar do mel de cann4bis?

Sabe-se que alguns fatores podem influenciar a variedade do mel: a localidade de onde é produzido e que tipo de flores foram alimentadas para as abelhas retirarem o pólen e o néctar.

Quando se fala de mel cann4bico, significa que as abelhas que produziram esse mel ingeriram canabinóides de alguma forma. Ou essas abelhas são alimentadas com canabinóides ou têm suas colmeias colocadas em áreas de cultivo de m4conha.

Mas e as abelhas, chapam no processo?

Não, pois não possuem sistema endocannabinóide como nós, seres humanos. Portanto não há risco de dano às abelhas que servem como conversoras e carreadoras do mel.

O mel produzido por abelhas que foram alimentadas com canabinóides, possui concentrações baixíssimas, mal chegando a 0.3% de canabinóides.

Entretanto, mesmo em baixas concentrações, os canabinóides do mel se mostraram boa biodisponibilidade, o que significa que podem ser muito bem absorvidos pelo corpo humano.

Como em momento algum há aquecimento da cann4bis, os efeitos são basicamente medicinais e não dão brisa!

Dr Banz - Mel de Cann4bis

 

 

 

 

 

 

 

 

Também existe o mel que passa pelo processo de infusão de canabinóides, ou seja, um produto completamente diferente, pois quantidades maiores de canabinóides podem ser infundidas no mel causando efeitos diferentes do mel cann4bico produzido pelas abelhas!

A prática do mel cann4abico natural surgiu em 2016, quando Nicholas Trainer, um apicultor francês que tem muito amor a uma certa erva que nós também amamos, começou os experimentos colocando suas colmeias perto de seu cultivo outdoor e aprendeu que as abelhas podiam coletar pólen e também resina das plantas de m4conha, onde o pólen era convertido em mel.

Tudo é muito novo nesse segmento, mais pesquisas são necessárias, mas já pensou poder juntar duas fortalezas da medicina natural, Mel & M4conha, em uma enorme variedade de produtos para pessoas que buscam novas fontes de energia, imunidade e saúde?

BanZZZai !!!

Fontes: 01 e 02 e 03 e 04 e 05

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag
Dr Banz - Fundação Michael J Fox

Fundação Michael J Fox

Salve Banzers!

Para quem curte os filmes da trilogia De Volta para o Futuro, certamente vai se lembrar do Marty McFly, o protagonista do filme que ia e voltava no tempo com seu amigo Doc Brown na máquina do tempo que marcou a vida de gerações na sessão da tarde.

Bateu o flashback? Sempre bate, né?

O ator responsável por dar vida e muita personalidade ao personagem, se chama Michael J Fox e desde 1998 tornou público que sofre de Doença de Parkinson e em 2000 criou a Michael J Fox Foundation (MJFF), que é dedicada a encontrar uma cura para a doença e garantir o desenvolvimento de terapias melhoradas para os que vivem com Doença de Parkinson atualmente.

Um novo estudo realizado pela Fundação Michael J Fox , demonstra resultados de estudos prévios da Doença de Parkinson & C4nnabis, sugere que mais da metade dos pacientes participantes percebem melhora na qualidade do sono, no humor e no controle da dor.

Em Janeiro/2020 a Fundação Michael J Fox lançou uma pesquisa online (com proteção à privacidade dos participantes). E perguntaram sobre métodos de utilização da c4nn4bis e como eles afetaram os sintomas da Doença de Parkinson.

Com o passar do tempo, mais de 1.900 pacientes responderam à pesquisa e aqui estão as principais conclusões:

  • Mais da metade dos participantes relataram benefícios moderados em relação ao sono, humor e controle da dor;
  • Alguns participantes também relataram que com o uso de c4nnabis, houve diminuição no uso de medicamentos sintéticos para esses fins;
  • Mas alguns efeitos colaterais também foram relatados na pesquisa: boca seca, tontura e mudanças cognitivas;
  • 13% dos respondentes não souberam identificar de fato qual tipo de produto cann4abico utilizaram;
  • 1/3 não soube definir/medir a dose utilizada;
  • 30% disseram não ter conversado previamente com seus médicos sobre o uso de c4nnabis.

Uma das principais problemáticas encontradas, foi a de que muitos pacientes ainda sentem medo em debater o uso de m4conha com os médicos. A importância do médico que acompanha sua saúde saber dos aspectos de seus hábitos, é fundamental para a construção de alternativas e caminhos apropriados ao seu tratamento.

Por isso sempre que precisar falar de sua própria saúde, quando fechada a porta do consultório, legalize a informação!

Seja uma pessoa verdadeira sobre sua própria saúde. Para que as melhores decisões sejam tomadas com assertividade, conhecimento técnico do quadro clínico e principalmente muito respeito com seu próprio organismo!

BANZai McFlys!

Fontes: 0102

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag
Dr Banz - É só uma planta

É só uma planta!

Salve Banzers que sabem que é só uma planta!!!

A missão do Doctor Banz certamente é contribuir para a normalização e legalização da maconha no Brasil. Trazendo informação, tecnologia e principalmente a valorização do lifestyle cannábico!

Em nosso terceiro ano de jornada, finalmente tivemos a oportunidade de fazer um projeto com duas referências importantíssimas de nossa história: Gilberto Castro e Mestre Zanon!

Eles são parte da FORÇA & RESISTÊNCIA do ativismo cannábico brasileiro! Um através dos anos de resiliência e luta pelo direito de acessar dignamente um tratamento comprovadamente eficaz para sua condição de saúde. E o outro expressando através da arte os seus posicionamentos, manifestos e gritos por liberdade que inspiram e dão voz a muitos outros artistas.

Conhecemos ambos no comecinho de nossa história, em momentos diferentes. Zanon no RJ e Gil em SP, quando tudo era novíssimo para nós, quando no começo só existia semente germinada, substrato e água!

Gilberto Castro é paciente de esclerose múltipla (doença degenerativa e irreversível). Para continuar seu tratamento com dignidade e qualidade de vida, faz uso medicinal da maconha. Foi um dos pioneiros a conquistar um habeas corpus para cultivar seu próprio medicamento em casa. E exerce seu ativismo de maneira muito positiva, levando informações e experiências que ajudam a desmistificar o preconceito em relação ao uso medicinal da cannabis.

Antonio Zanon é uma das maiores referências no ativismo cannábico brasileiro. Não só por sua postura política e visão de mundo, mas principalmente por sua ARTE, que fala alto e posiciona de maneira eficaz contra muitas verdades incompletas e mentiras cheias contadas pelos proibicionistas e negacionistas de plantão.

Com sorriso fácil, papo rico e postura forte, ambos nos presentearam com sua amizade e nos permitiram acessá-los e continuar aprendendo sobre diversos aspectos que impactam a história da maconha no Brasil e no mundo.

Com tantas referências pesadas nessa collab, resolvemos abrir a caixa de ferramentas e não economizar em criatividade e inovação para normalizar ainda mais a pauta cannábica através da moda!

O resultado desse trabalho feito a muitas mãos, é uma camiseta em algodão estonado (super confortável), estampada em serigrafia com tinta base água (não prejudicial ao meio ambiente). Para dar vida e brilho à arte do Mestre Zanon, fortalecendo um pensamento do Gil que esvazia o racional proibicionista: Maconha? É só uma planta!

Para que a inovação e o conhecimento estejam sempre presentes nessa camiseta, ela vem acompanhada de uma tag com sementes de tomate. E que você pode picotar e plantar, para já meter a mão na terra e praticar!

Além da super diferente tag-semente, adicionamos um QR-Code estampado na própria camiseta. Ele vai te levar a um vídeo com uma entrevista do Gilberto falando sobre sua história, como convive com a doença e como a maconha contribui enormemente para sua vida.

É isso mesmo! Uma camiseta interativa!

Juntamos tecnologia e inovação com um depoimento de vida. Enriquecido pelo traço preciso e poderoso da arte, para que você possa circular pelas ruas do mundo normalizando a maconha através da moda, com uma camiseta muito especial feita com amizade, dedicação, carinho e muita session virtual para uma colab que enche todos nós de muito orgulho!

Um beijo super especial para a maravilhosa Drika Coelho que tornou tudo isso possível, sendo a sabedoria da energia feminina que juntou todas as peças desse maravilhoso projeto cannábico.

Afinal de contas, É SÓ UMA PLANTA!

Chega mais e confere a camiseta aqui!

BANZ-ai!

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag
Dr Banz - Estudo clínico c4nábico na França

Estudo clínico c4nábico na França

Salve Banzers!

Boas notícias vindas do Velho Continente, que certamente mostram uma nova perspectiva de governos antes conservadores, pesquisando sobre os benefícios do uso medicinal da c4nnabis.

O governo francês, através do Ministério da Solidariedade e Saúde, lançou um estudo clínico que tem como objetivo coletar dados sobre a EFICÁCIA e SEGURANÇA do uso terapêutico da c4nnabis.

O estudo está sendo conduzido pela ANSM (Agence Nationale de Sécurité du Médicament et des Produits de Santé), a Agência Nacional de Segurança de Medicamentos e produtos para Saúde, que primeiramente através de um programa de seleção, escolheu algumas empresas para o fornecimento dos medicamentos, sem custo algum ao governo.

O fornecimento gratuito da medicação é uma maneira de ganhar credibilidade não apenas na França, mas também em outros grandes mercados da União Europeia.

Os pacientes participantes no estudo clínico francês, foram selecionados através do diagnóstico de algumas condições:

  • Alguns tipos de epilepsia severa resistente a medicamentos convencionais;
  • Pacientes de câncer, para administração dos sintomas;
  • Dor neuropática severa, resistente a terapias tradicionais;
  • Situações de cuidado paliativo;
  • Patologias do sistema nervoso central.

Os produtos fornecidos pelo governo aos 3.000 pacientes participantes, são formulações base óleo e flores secas para vaporização, entregues através de 215 postos de saúde espalhados pela França.

Um programa obrigatório de educação voltada a médicos e farmacêuticos está em operação em todo o país.

Apesar de aprovado para início das atividades em 2019, por motivos da pandemia do Covid-19, foram postergados e iniciaram em abril/21 e os primeiros resultados dessa excelente iniciativa francesa estão previstos para o segundo semestre de 2023!

“É papel da medicina lutar contra doenças e aliviar a dor. Como médico e como ministro da Saúde, estou orgulhoso da França poder pesquisar o uso medicinal da c4nnabis e assim apoiar milhares de pacientes que enfrentam doenças severas”, Olivier Véran, Ministro da Saúde e Solidariedade da França.

Ulálá! Alle France!

BANZ-ai!

Fontes: 01 e 02 e 03

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag
Dr Banz - Estudo comprova eficácia da cannabis em colite ulcerativa

Estudo comprova eficácia da cannabis em colite ulcerativa

Salve Banzers!

Mais notícias positivas na qualidade de vida que a cannabis pode proporcionar a muitas pessoas!

Um novo estudo israelense mostrou que 90% dos pacientes apresentaram redução dos sintomas da COLITE ULCERATIVA, principalmente a dor abdominal, após o consumo de cannabis.

Quem sofre de colite ulcerativa, sofre de uma doença inflamatória intestinal severa, crônica e não contagiosa, que se assemelha à Doença de Chron. Os principais sintomas são dores severas na região do abdômen, diarreia, hemorragias, cólica e febre.

Isso acaba privando as pessoas de uma vida social e profissional normal. Além dos inúmeros impactos na saúde intestinal do organismo, não frequentam lugares que não dão acesso a um banheiro facilmente. Isso por que o desconforto estomacal vem intenso e sem muito aviso.

De acordo com o estudo, medicações convencionais são eficazes para 50~60% dos pacientes, enquanto os pacientes participantes apresentaram melhora significativa:

  • 62% viram melhoras na atividade intestinal;
  • 54% viram diminuição da severidade de sua doença;
  • 27% viram melhora em sua qualidade de vida.

A pesquisa foi conduzida pela empresa israelense Tikun Olan, e obteve os melhores resultados com sua strain – Erez – pesquisada e patenteada para uso medicinal.

Segundo Lihi Bar-LevSchleider, chefe de Pesquisa & Desenvolvimento da Tikun Olan, “Erez, tem pontos fortes específicos, promovendo sintomas específicos como, melhora do apetite e redução de dor e náusea, foi como uma combinação perfeita aos pacientes de colite ulcerativa”.

Dos 34 pacientes participantes, 50% ainda relataram “melhora significativa nos resultados de seus exames endoscópicos de acordo com o tempo”, o que são ótimas notícias, pois um estudo de 2018 já listava a o tratamento com óleo de cannabis para melhora de sintomas da doença de Chron.

Em países onde a conscientização sobre o rico papel da cannabis e seu uso medicinal na vida das pessoas pode ser conduzido, começam a atender a necessidade de doenças específicas com strains ainda mais específicas para o uso legalizado, consciente e com resultados muito animadores!

Conhecer para multiplicar e fortalecer sempre que possível, amigos, familiares e pessoas que independente de sua origem procuram entender o importante papel medicinal que a maconha é impedida de proporcionar ao povo brasileiro.

BANZ-ai!

Fontes: 0102 e 03

Eco Shoulder Bag
Eco Shoulder Bag
X
Add to cart