Dr Banz no Living Colour e Ozzy Osbourne

Nos dias 11 e 13 de maio 2018, a galera do Dr Banz esteve em dois shows FODAS que rolaram em São Paulo! Show do Living Colour e show do Ozzy Osbourne!

Show do Living Colour

Na sexta-feira, dia 11, o Tropical Butantã recebeu os americanos do Living Colour. Com o show da tour do mais recente álbum da banda, Shade. Um show com um nível de energia altíssimo, o quarteto certamente não decepcionou os fãs e tocou duas músicas do último álbum e recheou o setlist de clássicos da banda, cantados em coro pela plateia sedenta por “Cult of Personality”, “Glamour Boys”, “Leave it Alone”, entre muitos outros hits.

Contudo, para os banzers que não conhecem a obra dessa banda (com mais de 30 anos de estrada), confira: Time´s Up e Stain, dois álbuns que definem a essência do Living Colour! (uma das faixas do Stain é um poema chamado “Hemp”…).

Vibe maravilhosa, virtuose técnica e muito swing na primeira banda de metal composta exclusivamente por negros. Sempre questionados, desafiados e até mesmo sabotados, foram contra tudo e contra todos os tipos de preconceito, pelo puro amor a sua música e seus valores!

What´s your favorite colour baby?

Show do Ozzy

E posteriormente no domingo, dia 13, foi a vez do Príncipe das Trevas desfilar seu caminhão de hits numa plateia ensandecida, no Allianz Parque. Ozzy Osbourne dispensa comentários ou apresentações, do alto de seus 69 anos e com admirável esforço físico para entregar um show que enfeitiça a plateia e mostra que se o amor pela música é verdadeiro, gerações após gerações sempre cultuarão os pioneiros.

Os sucessos de sua carreira solo incendiaram a galera. Mas quando chegaram os clássicos do Black Sabbath, como “War Pigs”, “Paranoid” e “Fairies Wear Boots”. Você via metaleiros de todas as idades em transe, êxtase coletivo! Menção honrosa para a presença de Zakk Wylde de volta a banda da tour. Um dos maiores guitarristas que já acompanhou Ozzy e segura as pontas com solos e riffs poderosíssimos que mostram porque é considerado por muitos como um dos melhores guitarristas de metal de todos os tempos.

Dr Banz mandou aquela homenagem quando ouviu a maravilhosa “Flying High Again“. Tem um trechinho assim: “…it´s something I enjoy, Flying High Again!” (…é algo que eu adoro, Viajando Alto Novamente!)

Banzai @livingcolourofficial !!!
Banzai @ozzyosbourne !!!

Acessórios Dr. Banz

Maconha na América Latina

A maconha na América Latina

Subsidiária da HempMeds fornece CBD para estudos em universidade brasileira
Fonte: http://420intel.com (29/03/2018)

A primeira empresa de maconha de capital aberto dos Estados Unidos, HempMeds, anunciou resultados positivos do simpósio sobre cannabis de sua subsidiária brasileira, realizado no Rio Grande do Sul. O evento foi realizado de 19 à 23 março, em parceria com a ANUC (Associação Nacional de Usuários de CBD), na cidade de Canoas, Passo Fundo e Porto Alegre. No evento, o Dr. Stuart Titus da Medical Marijuana Inc., palestrou sobre os benefícios do CBD e sobre oportunidades e potencial de pesquisas no Brasil.

Panamá abre as portas para a legalização da cannabis medicinal com proposta de lei
Fonte: http://420intel.com (15/03/2018)

A política que rege o uso da cannabis medicinal na América Latina vem evoluindo. Poucos países das Américas Central e do Sul permitem o uso da cannabis medicinal e óleo contendo CBD para vítimas de epilepsia, náusea, falta de apetite, vômito induzido por quimioterapia e dores e espasmos musculares causados pelo HIV. Nos últimos anos, observa-se reformas (em diversos níveis) na política de substâncias controladas em diversos países. O uso da cannabis para uso terapêutico já é uma realidade em alguns países sul-americanos e agora o Panamá inicia suas tratativas para legalizar o uso medicinal.

Países sulamericanos concedem permissões para cultivo de marijuana medicinal
Fonte: http://420intel.com (29/01//2018)

2017 será o ano que ficará na história como o ano onde houveram os maiores avanços na comunidade global da cannabis. Enquanto ainda há um longo caminho a ser percorrido, a onda da legalização, especificamente na área medicinal, atingiu muitos parlamentos ao redor do mundo. E claro que isso também se aplica a América do Sul, forçando o debate da legalização na agenda parlamentar da Argentina, Chile, Porto Rico, Colômbia e México descriminalizando o uso da cannabis medicinal e tendo no Uruguai como maior expoente, legalizando uso medicinal e recreativo/social.

Índices criminais caem no Uruguai, mas sofrem com venda ilícita de cannabis para turistas
Fonte: http://420intel.com (29/01/2018)

“Nós passamos a ideia de ser um país de vanguarda e o turista estrangeiro chega aqui e não pode comprar erva?”, disse um especialista de cannabis. Com os meses do verão se aproximando e os turistas chegando, o Uruguai receberá mais do que meia dúzia de mochileiros que vieram ver o início da jornada de legalização no ano de 2017 e até agora a lei se aplica apenas aos residentes. Esse impulso que a indústria cannabica pode dar na economia do país não pode passar em branco.

Colômbia busca se tornar líder em exportações globais de cannabis medicinal em 2018
Fonte: http://420intel.com (12/01/2018)

Colômbia pode fornecer 44% da demanda global de maconha medicinal ainda em 2018, após o board de diretores do Fundo de Controle de Drogas autorizar a colheita de 40,5 toneladas de maconha para exportação.

Congresso do Paraguai legaliza o plantio de maconha medicinal
Fonte: http://420intel.com (06/12/2017)

Congresso paraguaio aprovou uma lei criando o sistema de incentivo do governo para importação de sementes de maconha e plantio da erva para fins medicinais, a decisão acompanha a tendência de outros países da América Latina. O país já havia autorizado a importação do óleo de cannabis em Maio/17, sob controle do ministério da saúde. A autorização do plantio foi celebrada por pais e filhos que fazem uso medicinal da maconha. “Estamos felizes porque além do óleo, agora também poderemos importar sementes para o plantio e garantir a futura extração do óleo”, disse Roberto Cabañas, vice-presidente da Organização Paraguaia de Cannabis Medicinal, cuja filha é portadora da síndrome de Dravet. Sua família gastava US$300 mensais para a importação do óleo.

Peru é o mais recente país da América do Sul a legalizar a maconha medicinal
Fonte: http://420intel.com (20/11/2017)

O presidente do Peru assinou uma lei de âmbito nacional, legalizando o uso medicinal da cannabis em um momento histórico após a aprovação do congresso peruano. A legalização permite a posse, venda e transporte de maconha para fins medicinais, porém seu plantio ainda é ilegal. O governo criará uma lista oficial de importadores e cultivadores autorizados a fornecer aos pacientes, que tiverem uma prescrição médica para doenças como Parkinson, câncer, epilepsia e outras doenças crônicas ou terminais.

Legalização x Criminalização

Legalização X Criminalização

Infográfico Legalização x Criminalização
Infográfico Legalização x Criminalização

Criminalização significa repressão ao uso de drogas e tem como ação principal o combate ao tráfico e todo o seu ecosistema. O sistema atual é um ciclo vicioso de violência, desperdício de dinheiro público e corrupção em todos os sentidos. Se já está comprovado através da história que as drogas sempre foram amplamente utilizadas desde os tempos mais remotos, por que então não admitimos de uma vez por todas que a guerra às drogas foi um fracasso? Que tal mudar de postura e em vez de tentar erradicar as drogas da face da terra, aprender a aceitar que o caminho talvez seja, não eliminar, mas conviver e respeitar.

Criminalizar gera preconceito, ignorância e desinformação. Quebrar tabus, e abrir (conscientizar) a cabeça das pessoas, tirando esse tema da marginalização, vai trazer benefício a todos. Temos que saber quais os pontos positivos, mas também todos os malefícios e efeitos colaterais do seu uso (Não podemos ser hipócritas e ignorantes em achar que a cannabis só faz bem). Quais são as doses certas? Fumar todo dia faz mal?

Para entendermos melhor esse infográfico, vamos tentar enxergar o lado daquele que se opõe à legalização. Se essa planta é tão versátil por conseguir criar e atuar em diversos mercados, estimular novas tecnologias, novos remédios para tratamento e alívio de sintomas e outros tantos benefícios, a pergunta a ser feita é: Por que ela é considerada ainda, e por muitos, algo criminalizado?

Desinformação é uma das respostas à essa pergunta e, por isso, queremos trazer informação e ampliar o debate sobre a utilização da maconha aqui no Brasil e no mundo. Ainda precisamos trabalhar muito para invertermos esse gráfico e acabar com esse ciclo nocivo de desinformação. Trazer luz à essa escuridão é um dos objetivos do Dr Banz e precisamos muito de você nesse debate.

Você é a favor da legalização ou da criminalização da maconha? Por que? A sua opinião vai contribuir para erradicarmos a desinformação. Queremos muito escutar você. Colabore 🙂

Banzai!

X
Add to cart