Extrações da Cannabis

Extrações

Salve Banzers!
A extração da cannabis é um processo muito antigo, utilizado pelas pessoas para conseguir o máximo de cannabinóides, terpenos e flavonóides possíveis, já que são eles os responsáveis pelo sabor, pelo odor e pelo efeito final do concentrado. Como resultado, o produto final é muito mais potente que a cannabis normal e com mais compostos desejados presentes. Por exemplo, a cannabis em sua forma natural contém até 30% de THC e 24% de CBD, comparado com alguns concentrados que podem ter 99% de pureza!

Durante a extração, a resina é removida da planta. Cera, ácidos graxos e clorofila também são extraídos, pois seu consumo é maléfico e fazem os concentrados ficarem com um sabor desagradável. Existem dois métodos de extração de concentrados.

Extração sem solventes: como o próprio nome diz, nenhum solvente químico é utilizado no processo. Então, tudo o que você precisa é água, calor, pressão e uma peneira.
Extração com solventes: com a alta demanda por produtos cannábicos, a tecnologia para extração de concentrados se torna cada vez mais sofisticada e os produtores vão encontrando novas formas de extrair o melhor da cannabis!

Os concentrados de cannabis estão se tornando cada vez mais populares, vamos conhecer alguns dos métodos de extração mais famosos?

Óleo de Hash Butano (BHO)

A planta é imersa no solvente, o que faz com que os óleos desejados saiam da planta. Para eliminar o solvente residual, a solução é aquecida à vácuo (o butano evapora a baixas temperaturas). Então temos certeza que não há mais solvente e o extrato de cannabis é muito potente! Graças à utilização de hidrocarbonos, podemos atingir até 90% de cannabinóides nos extratos, isso faz com que o BHO seja uma opção popular para muitos pacientes que sofrem de dor crônica, distúrbios do sono e outras doenças.

Extrações-02-BHO


Kief

O Kief se refere àqueles cristais pequeninos, grudentos e translúcidos que cobrem a flor da cannabis, conhecidos como tricomas, que contém a maior quantidade de terpenos e cannabinóides. A extração do Kief é um processo simples, um dichavador com 3 câmaras faz todo o trabalho de separar o kief da planta.

Extrações-03-Kief


Water Hash (Iceolator)

O objetivo e ideia principal por trás da extração com água gelada é isolar a parte superior dos tricomas (que contém óleos essenciais da cannabis), dos galhos e caules da planta, pois não possuem nenhum valor medicinal. Quando separados, as “cabeças dos tricomas” grudam umas nas outras e depois de secos, são prensados para formar o hash!

Extrações-04-Iceolator


Óleo Co2

Os extratos são feitos com dióxido de carbono, que é comprimido até formar um fluido supercrítico. Esse fluido extrai principalmente os óleos essenciais da cannabis, de uma maneira semelhante ao que os hidrocarbonos. Esse método é único pois conta com as características do fluido supercrítico que possui propriedades líquidas e gasosas, permitindo assim dissolver a planta completamente. Comparado ao BHO, esse método é de mais fácil controle e os extratos ficam com mais terpenos (até 10%, no BHO vai de 0,5% à 3,5%).

Extrações-05-CO2


Óleo Rick Simpson (RSO)

A extração por esse método exige que você mergulhe toda a planta numa solução de álcool isopropílico, que extrai os cannabinóides. Após a evaporação dos solventes, o residual é algo semelhante a um alcatrão. Pessoas podem usar o RSO oralmente ou diretamente na pele. Administração sublingual é o método preferido dos pacientes com câncer, não apenas pela comodidade, mas porque através da mucosa oral e das membranas da boca, promove uma rápida absorção diretamente na circulação do paciente, tudo isso devido a biodisponibilidade dos cannabinóides.

Extrações-06-RSO


Haxixe

O hash tradicional (ou haxixe, hasish) é mais um exemplo de extrato adquirido sem utilização de solventes. Novamente a ideia é separar os tricomas da planta já que eles contém a maior concentração de ativos desejados.

Extrações-07-Haxixe


Tinturas

Tinturas são líquidos concentrados feitos de uma extração com álcool. Ele extrai os cannabinóides e os terpenos e não requer utilização de calor. Outra vantagem das tinturas é que podem receber aromas ou sabores. Portanto, tornam-se uma ótima solução para os que não apreciam o sabor da cannabis. Podem ainda ser ingeridas como gotas sublinguais ou como loções em determinadas áreas do corpo.

Extrações-08-Tinturas


Rosin

O Rosin se tornou popular recentemente, pois tudo que você precisa para esse tipo de extração é calor e pressão. Juntos eles extraem um suco da flor, do hash ou do kief. O extrato é suculento e translúcido. Se feito apropriadamente, ele mantém todos os terpenos aromáticos e sua potência pode subir até 70% de THC.

Extrações-09-Rosin


E ai, vamos experimentar todos os tipos de extratos?

Banzai!

Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz
Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz
Os tipos de tricomas mais comuns da cannabis e sua relação com cada strain

Os 3 tipos de tricomas mais comuns da cannabis

  • Os tipos de tricomas mais comuns da cannabis

Salve Banzers!
Vimos recentemente que os tricomas são os grandes responsáveis pela formação dos terpenos e cannabinóides que dão características específicas para cada strain.

Uma strain se diferencia de outra além de seus efeitos, mas também por seu sabor diferenciado, pelo aroma perfumado, cítrico ou adocicado que as distinguem entre si. Nesse sentido, toda essa maravilhosa variação entre centenas de strains diferentes é culpa dos tricomas!

Existem muitos tipos de tricomas em muitos tipos de plantas diferentes, mas existem 3 que são facilmente encontrados na cannabis:

1) Tricomas bulbosos: são os menores entre os três, medem de 10~15 micrômetros, tão pequenos que são compostos por um punhado de células. Podem ser encontrados em toda a superfície da planta;

2) Tricomas capitados sésseis: são maiores e mais abundantes que os bulbosos, possuem cabeça e talo, possuem a função de proteção;

3) Tricomas capitados pedunculados: são os maiores, variam de 50~100 micrômetros, podem ser facilmente vistos a olho nu. Esse é o tricoma mais desejado pelo jardineiro. Visto que é responsável pela produção de altas concentrações dos compostos químicos da planta.

Enquanto os tricomas protegem as plantas de riscos externos, é extremamente importante que as plantas sejam acondicionadas de maneira correta para a preservação dos tricomas.

Muito contato físico, exposição demasiada a luz e calor ou muito oxigênio podem ter efeitos negativos no desenvolvimento dos tricomas. Por consequência, em sua habilidade de produzir terpenos e cannabinóides para o nosso deleite!

Banzai!

Fonte: https://420intel.com/articles/2018/09/14/what-trichome-and-why-are-they-important?utm_source=420+Intel+-+Marijuana+Industry+News&utm_campaign=8b40ec3883-420+Intel&utm_medium=email&utm_term=0_3210cbef52-8b40ec3883-278277101

Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz

O-que-sao-Tricomas

O que são Tricomas? Por que eles são importantes?

Salve Banzers de Jah!

Hoje vamos falar de tricomas! Apesar das flores e folhas serem reconhecidas instantaneamente como ícones da cannabis e levam os louros de todos os efeitos e benefícios que a erva nos traz, entretanto, existe uma pequeníssima parte da planta que produz um conjunto de cannabinóides e terpenos que formam as mais variadas strains.

Do grego “Tríchoma”, eles são minúsculos membros que forram as flores e em alguns casos a parte externa das folhas que são os produtores dos cannabinóides desejados assim como os terpenos aromáticos e flavonoides.

Viajou? Já escrevemos sobre os terpenos em nosso blog!

Os tricomas são encontrados numa variedade de plantas, por uma série de motivos diferentes. Comumente trabalham para proteger a planta de predadores perigosos e condições climáticas difíceis. Algumas plantas carnívoras se utilizam dos tricomas para aprisionar suas vítimas em sua viscosidade. Animais maiores não comem a planta cannabis por seu odor e sabor amargo produzidos justamente por causa deles.

Os tricomas protegem a planta e principalmente suas flores do clima e ainda inibem o crescimento e desenvolvimento de fungos. Assim que as plantas começam a flora, eles começam a se formar ao longo de toda a vegetação. A concentração dos cannabinóides produzidos pelos tricomas dependem de muitos fatores ambientais e genéticos. Normalmente dependem da quantidade de luz que as plantas estão recebendo e também dependem da configuração de cada strain, uma mais maravilhosa que a próxima!

Banzai!

Shoulder Bag de Cânhamo do Dr. Banz

X
Add to cart